Spider no MAR tem abertura do Pietá

Tem Spider no MAR. De novembro de 2019 até fevereiro de 2020, está acontecendo a exposição Spider (Aranha) no Museu de Arte do Rio (MAR). O Vivente Andante esteve presente na abertura que contou com show gratuito do Pietá.

A saber, Spider é considerada uma obra de arte emblemáticas da virada para o século XXI, a escultura é de 1996. Essa que está no MAR é uma das seis grandes aranhas de Louise Bourgeois. A obra iniciou uma viagem pelo Brasil a partir de 2017, com passagens pela Galeria Mata do Inhotim (MG), Fundação Iberê Camargo (RS) e Museu Oscar Niemeyer (PR). Enfim, a figura de mais de 3 metros de altura em bronze carrega o simbolismo da infância da artista francesa. Definitivamente, na exposição, é possível perceber que Louise Bourgeois teve uma vasta produção artística, investigando a condição feminina no mundo.

Pietá abre a exposição

O show do Pietá estava bem cheio e a banda não deixou a desejar cantando canções de todos seus álbuns, como “Suçuarana”, que contou com a interpretação sempre teatral de Juliana Linhares. Ademais, a cantora chegou a usar um plástico bolha como turbante e mudou seu figurino diversas vezes. Logicamente que o último single do grupo, “Virará”, também rolou.

Pietá no Museu de Arte do Rio
Pietá no palco do MAR (foto: Alvaro Tallarico)

“Louise Bourgois falou que a arte é sempre sobre a vida e fiquei pensando sobre isso, pela oportunidade de estar aqui. A gente sabe que está vivo. Isso já é um passo grande, ter consciência de estar vivo. E ter consciência que tem gente que não está, gente que está morrendo, e de formas bizarras, brutais. Então, arte sobre vida, vida sobre arte. Sigamos”, disse Juliana, no palco. Aliás, ainda cantou “Iara Ira”, como uma sereia no mar. Dessa forma, reverberava em ondas para um público que ovacionava.

Maré cheia (foto: Mônica Ramalho)
Sábado Cultural

Christian Dias, do grupo Astro Venga, estava prestigiando Gabriel Lodo, seu amigo, que tocou baixo nesse dia. “Incríveis ataques a cultura está sofrendo. Imperator, inclusive, onde nos encontramos da última vez, passando por reformulação, trabalhadores com aviso prévio, situação está caótica, no mínimo”, me disse ele. Enfim, ainda questionei como que faz então para resolver isso. “A gente faz, né? Faz, segue fazendo”, respondeu.

Capoeira é cultura no RJ
Em frente ao Museu do Amanhã, o voo da capoeira (foto: Alvaro Tallarico)

Foi um sábado, 30 de novembro de 2019, que mostrava como a cultura do Rio de Janeiro vive, resiste. Apesar do fechamento de tantas casas culturais. Aliás, nesse dia no Museu do Amanhã acontecia o ColaborAmerica com diversas atividades. Em frente a esse museu, uma roda de capoeira acontecia. O show do Pietá foi ótimo, animava e empolgava as pessoas que se movimentaram para assistir essa apresentação gratuita, repito, gratuita. As portas do MAR estavam abertas – como sempre estão – para quem quer nadar pela arte.

Viva mais:

Cantora Daíra: Amar e Mudar as Coisas e o sorriso de Belchior
Juliana Linhares – Nordeste, Cultura, Arte, Política, Pietá e Iara Ira
Juliana Linhares e Rodrigo Garcia em “No Raso da Catarina”

 

Anúncios
Show More

Escreve o que achou!

Instagram