Com roteiro divertido de Fábio Porchat, ‘O Palestrante’ faz pré-estreia no Rio de Janeiro

O filme “O Palestrante” dirigido por Marcelo Antunez com roteiro de Fábio Porchat e Claudia Jouvin fez sucesso na sua primeira exibição no último dia 26 na cidade do Rio. A comédia, que segundo Porchat: “é um filme para a gente rir, sair e comer uma pizza com sorriso no rosto”, estreia dia 4 de agosto nos cinemas e promete arrancar boas gargalhadas do público.

No elenco, Fábio Porchat, Dani Calabresa, Maria Clara Gueiros, Miá Mello e Debora Lamm marcaram presença na pré-estréia. O filme conta ainda com participação de Evandro Mesquita e com Antônio Tabet no papel de Josué.

O longa tem um toque de romance e conta a história de Guilherme (Fábio Porchat), um homem cansado do rumo da sua vida. Ao ser surpreendido pelo fim de seu relacionamento e emprego, ele decide fazer uma coisa que não tinha espaço na sua rotina em anos: correr riscos.

Dessa forma, na busca de uma aventura, Guilherme diz ser Marcelo sem saber que este é um coach motivacional contratado para fazer palestras e dinâmicas para movimentar relações corporativas. Como mentiroso de primeira viagem, o personagem se apaixona por Denise (Dani Calabresa), contratante dos serviços motivacionais, e se envolve com a equipe que passa a comandar com cenas leves e divertidas, mas também, com momentos de reflexão.

Desafios de gravação

A atriz Miá Mello que interpreta Mari no longa ressalta dentre os desafios de lançar um filme no Brasil em 2022 a mudança de rotina nas gravações devido aos novos protocolos sanitários estabelecidos. Já Dani Calabresa, coloca a diferença entre gravar um material audiovisual para o cinema e seus outros trabalhos no teatro e na TV:

“Fazer cinema é um sonho que a gente tem, mas é muito diferente de fazer teatro e fazer TV. É muito difícil! São 12 horas de filmagem e a gente vai embora exausto, e quando você pensa que vai chegar no quarto e deitar, ainda precisa estudar a cena do dia seguinte. E uma coisa muito difícil que tem no cinema, é que a gente filma fora da ordem. A gente começa pelo meio, pelo fim, para o começo, então, você tem que dominar a história toda, tem que ter as sensações armazenadas.”

Mas apesar dessa rotina exaustiva, a atriz confessa estar muito feliz e realizada em trabalhar com Fábio Porchat e de fazer comédia romântica, um gênero que sempre sonhou em fazer.

“O Palestrante” é divertido, emocionante, e sua pré-estreia no Rio de Janeiro constata a alegria e realização da equipe em fazer cultura nesse momento pós-pandêmico. Enfim, promete levar famílias do Brasil inteiro para as salas de cinema para terem essa experiência leve e muito engraçada.

Enfim, veja o trailer:

Ademais, leia mais:

Crítica | A princípio, ‘Ela e eu’ é metáfora sensível de mudança incontrolável

Iecine abre inscrições para a Oficina Cinema Negro em Ação | Gratuito e online

Crítica | Afinal, “DC Liga dos Superpets” ironiza heróis, diverte e passa mensagem relevante

2 Comments

Escreve o que achou!

%d blogueiros gostam disto: