Saturday, December 3, 2022

forumdoc.bh | Festival chega à sua 26ª edição com 65 filmes gratuitos

O forumdoc.bh – Festival do Filme Documentário e Etnográfico, Fórum de Antropologia e Cinema – chega à 26ª edição em 2022. O evento acontece entre os dias 10 a 20 de novembro, no Cine Humberto Mauro e no Cine Santa Tereza. A programação é gratuita e em formato híbrido, com atividades presenciais e online.

Neste ano, a programação conta com a exibição de 65 filmes, em três mostras e sessões de homenagens e a realização do seminário “Imagens Indígenas do Sul e do Norte: cinemas yanomami-inuit”. Ainda por cima, a masterclass com os diretores Sylvain George, Adirley Queirós e Joana Pimenta sobre os processos de realização de seus trabalhos mais recentes.

Além disso, também acontecem os lançamentos dos livros “Sob os tempos do equinócio”, de Eduardo Góes Neves e “O Sorriso de Nanook – Ensaios de Antropologia e Cinema”, de Marco Antônio Gonçalves. Eles são referências em suas áreas de conhecimento, tanto na reflexão em torno à relação ao filme etnográfico, quanto sobre as novas bases da pesquisa na Amazônia.

Mato Seco

A abertura do forumdoc.bh será no dia 10 de novembro, às 19h, no Cine Humberto Mauro. Haverá a exibição comentada da obra Mato Seco em Chamas (Adirley Queirós e Joana Pimenta, Brasil/Portugal, 2022) com a presença dos diretores e da montadora Cristina Amaral.

O forumdoc.bh surgiu com o objetivo de compartilhar filmes de difícil acesso nas salas de cinema convencionais. Ademais, visa promover reflexão e formação crítica de público, fomentar a pesquisa e a qualificação da produção audiovisual em torno ao filme documentário. Aliás, em suas edições anteriores, promoveu retrospectivas autorais e resultantes de curadorias que se articulam em torno de conceitos, movimentos ou temáticas específicas, além de apresentar um panorama das produções documentais recentes em mostras nacionais e internacionais.

Por fim, o catálogo do forumdoc.bh.2022 estará disponível gratuitamente impresso e em formato digital no site.

Ademais, veja mais:

Crítica | ‘Um Dia Para Sempre’ é comédia romântica tipo ‘Feitiço do Tempo’

Desaparecidos: Suspense eletrizante sobre tráfico de órgãos – Já nos cinemas!

Armadilha Explosiva | Primeiro filme do cineasta Vanya Peirani-Vignes estreia no Brasil

Escreve o que achou!