Conecte-se conosco

Cultura

Instituto Adus realiza live e exposição para celebrar Dia Mundial do Refugiado

Publicado

em

Em comemoração ao Dia Mundial do Refugiado, em 20 de junho, o Adus, organização que atua junto a refugiados, solicitantes de refúgio e pessoas em situação análoga ao refúgio no processo de integração local, apresenta uma exposição no metrô de São Paulo durante todo o mês de junho com fotos de refugiados atendidos pelo Instituto, e organiza uma live, no dia 19 de junho, com Leandro Karnal, Mário Sergio Cortella e Luiz Felipe Pondé.

A exposição “Olhares que acolhem” reúne 14 fotos em preto e branco de refugiados atendidos pelo Adus, feitas pelo fotógrafo Felipe Grespan, e ficará disponível para o público entre 1º e 30 de junho na estação Eucaliptos e Higienópolis Mackenzie. A ação é resultado de parceria proposta pela ViaQuatro e ViaMobilidade para celebrar a data e divulgar o trabalho realizado pelo Adus. A exposição será exibida ao público em mais duas oportunidades: de 1º a 30 de novembro nas estações Largo Treze e Oscar Freire, e de 1º de dezembro a 06 de janeiro de 2022 nas estações Adolfo Pinheiro e Fradique Coutinho.

Acolhimento

Para reforçar a importância do tema, o Adus realiza uma live no dia 19 de junho (sábado), das 20h às 22h, com os convidados Leandro Karnal, Mário Sergio Cortella e Luiz Felipe Pondé, que falarão sobre refúgio, imigração, direitos humanos, deslocamento forçado e integração social. Os Embaixadores Adus também participarão do evento e a mediação do bate-papo ficará por conta do apresentador Cazé Peçanha. A transmissão acontece pelo canal do Adus no YouTube e dos três convidados. O público poderá fazer perguntas pelo chat da plataforma de transmissão.

Para o presidente do Instituto Adus, Marcelo Haydu, apesar de o Brasil ser internacionalmente reconhecido como um país acolhedor e por ter uma legislação avançada no tema, muitos desafios se colocam diante de quem vem ao país em busca de proteção, ainda mais neste momento de pandemia global. Por isso é tão importante falar sobre os desafios da reintegração social dos refugiados no nosso país.

Serviço:

Exposição Olhares que acolhem

Data: de 1º a 30 de junho

Locais: Estação Eucaliptos e Higienópolis Mackenzie

Live com Leandro Karnal, Mário Sergio Cortella e Luiz Felipe Pondé

Data: 19 de junho, sábado

Horário: 20h às 22h

Transmissão: canais no YouTube do Adus e dos convidados – Leandro Karnal, Mário Sergio Cortella e Luiz Felipe Pondé

Cultura

Ação Social pela Música chega a São Gonçalo e atenderá a comunidade do Jardim Catarina

Concerto de inauguração do Núcleo de Ensino – São Gonçalo com a
Camerata Jovem do Rio de Janeiro
acontece em 30 de março

Publicado

em

jardim catarina

Haverá um concerto gratuito com a Camerata Jovem do Rio de Janeiro, dia 30 de abril, às 17h

A Ação Social pela Música do Brasil (ASMB), projeto que há 25 anos promove a inclusão social de crianças e jovens de comunidades em situação de vulnerabilidade por meio do ensino de música clássica, acaba de chegar à comunidade do Jardim Catarina, em São Gonçalo.

A princípio, no dia 30 de março de 2023, o projeto oficializará a implantação do novo núcleo de aprendizado no território, em um concerto inaugural gratuito com a Camerata Jovem do Rio de Janeiro, a partir das 17h, na Associação dos Moradores e Amigos do Jardim Catarina.

As aulas começam na primeira semana de abril, atendendo a 110 alunos já inscritos com classes de instrumentos de corda como violino, viola, violoncelo e contrabaixo; além de flauta doce e musicalização. Posteriormente, os alunos vão compor uma nova orquestra de cordas. A ação é patrocinada pela Águas do Rio, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

Esforço coletivo no Jardim Catarina

“Em termos de inclusão musical, nunca houve nenhuma ação como esta em São Gonçalo, portanto é um momento muito especial e estamos com grandes expectativas. Temos certeza de que o projeto se tornará modelo e que vai trazer muitos benefícios aos moradores e aos jovens da região. Quando a sociedade civil, as ONGs e as empresas cidadãs se unem, isso se traduz em justiça social”, conclui Fiorella.

Por fim, a criação do novo núcleo de ensino é o resultado de um esforço coletivo que uniu a ONG, lideranças locais, a Associação dos Moradores e Amigos do Jardim Catarina e a Águas do Rio. Este será o 7º núcleo de aprendizado da ASMB no Rio de Janeiro.

Por último, leia mais:

Muco | Documentário mostra contradição na tradição indiana (viventeandante.com)

Andança – Os Encontros e as Memórias de Beth Carvalho | Crítica (viventeandante.com)

Yoga De Rua | Enfim, conheça o extraordinário na simplicidade (viventeandante.com)

Continue lendo
Anúncio
Anúncio

Cultura

Crítica

Séries

Literatura

Música

Anúncio

Tendências