Tuesday, September 21, 2021

Mercado vegano ganha espaço | 46% dos brasileiros já deixam de comer carne por vontade própria

Como anda o mercado vegano? Uma pesquisa divulgada no início de agosto de 2021 mês pelo Ipec (Inteligência em Pesquisa e Consultoria — o antigo Ibope Inteligência aqui no Brasil), a qual foi encomendada pela Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) no início deste ano, traz novas informações.

De acordo com o Ipec, em todas as regiões do Brasil, independente da faixa etária, 46% dos brasileiros já deixam de comer carne por vontade própria ao menos uma vez na semana. Além disso, nesse grupo, 32% escolhem a opção vegana quando destacada pelo estabelecimento.

Consciência

O consumidor brasileiro está se mostrando cada vez mais consciente em busca de opções saborosas e que façam bem ao planeta. Sendo assim, estabelecimentos também precisam inovar nos cardápios e oferecer mais opções aos clientes.

No Rio de Janeiro, em 2021, um novo restaurante vegano abriu suas portas, o Bandolim Restaurante Cult Bar, na Rua Joaquim Silva, 97, Lapa, ao lado da famosa e colorida escadaria Selarón. É um local que une veganismo com casa de cultura, com exposições e música. Ainda por cima, tem o Açougue Vegano. É a primeira rede de franquias genuinamente brasileira. Surgiu com a proposta de atender o público vegano e pessoas que estão querendo reduzir o consumo de carne.

Atualmente, com seis lojas no eixo Rio-São Paulo e uma em João Pessoa (PB), a rede registrou um crescimento total de 70% em 2020 e 52% em pedidos de delivery, faturando cerca de R$ 1,4 milhão. O mercado vegano segue em expansão.

Ademais, veja mais:
Bandolim Vegan Cult Bar | Rio de Janeiro ganha novo restaurante e casa de cultura
Enfim, Veganismo | Busca sobre o termo na internet cresce 47%
Aprenda uma receita de cheesecake com paçoca e goiabada

Escreve o que achou!