Monday, November 28, 2022

Pandora Filmes leva 8 longas ao Festival do Rio 2022

A PANDORA FILMES marcará presença no Festival do Rio com a exibição de sete filmes inéditos em circuito no país. O evento acontece entre 06 e 16 de outubro. Três filmes nacionais da distribuidora terão suas primeiras sessões no país. Além de aguardados longas nacionais, a distribuidora apresentará os novos filmes de Isabelle Huppert e Benoît Poelvoorde, além de uma adaptação do best-seller de Scholastique Mukasonga.

CARVÃO, dirigido e escrito por Carolina Markowicz, fez sua estreia mundial no Festival de Toronto deste ano, onde foi muito bem recebido. O longa traz no elenco Maeve Jinkings, Romulo Braga, Camila Márdila e o argentino César Bordón. Exibido na Mostra Competitiva de Longas de Ficção da Première Brasil, o filme traz como protagonista uma mulher cuja família é transformada depois que decidem hospedar um homem misterioso em sua casa em troca de dinheiro.

Marcelo Gomes dirige PALOMA, que traz Kika Sena, uma arte-educadora, diretora teatral, atriz, poeta e performer, no papel-título, como uma mulher transexual que deseja casar na igreja católica com vestido de noiva, e fará de tudo para realizar seu sonho. O longa fez sua estreia no Festival de Cinema de Munique, e no Festival do Rio compete na Première Brasil.

Lilith

Na Mostra Novos Rumos, da Première Brasil, a Pandora Filmes apresenta LILITH, novo filme de Bruno Safadi, que traz no elenco Renato Góes, Isabél Zuua e Nash Laila. O longa parte da personagem bíblica que dá seu título, para contar a história da primeira mulher de Adão, que era insubmissa, revolucionária e transgressora.

Isabelle Huppert e Reda Kateb protagonizam BELAS PROMESSAS (Les Promesses), de Thomas Kruithof, exibido no Festival de Veneza de 2021. A atriz intepreta a prefeita de uma cidade que, com seu assistente, luta contra as desigualdades, mas a oportunidade de se tornar ministra, pode fazer sua ambição aumentar e sua integridade diminuir.

Inspirado no best-seller homônimo de Scholastique Mukasonga, NOSSA SENHORA DO NILO (Our lady of the Nile) é dirigido por Atiq Rahimi, e foi premiado no Festival de Berlim de 2020, e se situa no começo dos anos de 1970, quando Ruanda passa por profundas transformações que refletem no internato para meninas que dá nome ao longa.

Protagonizado por Benoît Poelvoorde, a comédia AS HISTÓRIAS DO MEU PAI (My father Stories) tem, ao centro, um adolescente que idolatra seu pai, um homem cheio de histórias de aventuras que garante ter vivido, mas, talvez, a verdade não seja tão empolgante como parece.

Dirigido pelo francês Julien Rappeneau, MEU FILHO É UM CRAQUE (Fourmi) tem como protagonista um adolescente que descobre seu dom para o futebol, enquanto sua família vive uma crise com o divórcio de seus pais.

Exibido recentemente no Festivais de Veneza, o drama O HOMEM MAIS FELIZ DO MUNDO (The Happiest Man in the World) foi selecionado pela Macedônia do Norte para representar o país no Oscar, e traz a história de um homem em busca de paz e perdão por um ato que cometeu durante uma guerra nos anos de 1990.

Ademais, veja mais:

‘Cordialmente Teus’, de Aimar Labaki, estreia nos cinemas e traz cotidianos brasileiros

Blitz | Drama policial estreia nas plataformas digitais no dia 17 de setembro

New Life S.A. | Surrealismo para mostrar efeitos da especulação imobiliária

Escreve o que achou!