Por que a carne faz mal? Entenda!

O Brasil é o maior produtor de proteína animal do mundo e o consumo de carne faz parte da cultura dos brasileiros. Entretanto, apesar de estar presente na mesa de muitas pessoas, o consumo pode trazer sérios problemas à saúde.

Segundo o professor Henrique Marques de Almeida Rolim, coordenador do curso de Gastronomia do Centro Universitário do Distrito Federal – UDF, a ingestão pode ocasionar diversos problemas.

“Consumir com frequência, principalmente carnes vermelhas, pode trazer problemas, entre eles: renal, hepático e coronariana, como alterações nos níveis de colesterol e hipertensão, além de outros prejuízos para o sistema circulatório, rins e fígado, podendo facilitar também o desenvolvimento de câncer e tumores”, explica.

Substitutos saudáveis

Aliás, para o coordenador do curso de Gastronomia, o consumo de diversas leguminosas podem suprir o consumo de carnes vermelhas de forma mais saudável. São elas: grão de bico, soja, lentilha, ervilha, feijão entre outras. Bem como o consumo de quinoa, cogumelos e derivados de soja como o tofu.

Além disso, entenda mais sobre veganismo:

Dia de consciência

O Dia Mundial Sem Carne é celebrado anualmente no dia 20 de março. A data surgiu em 1985, por meio do ativismo da ONG americana Farm Animal Rights Movement (FARM), que defende os direitos dos animais e o veganismo.

O movimento propõe um dia inteiro sem ingestão de proteína animal. A ideia é promover uma reflexão sobre os impactos que o consumo de carne traz para o meio ambiente e para a sociedade. Segundo dados da Sociedade Vegetariana Brasileira, uma pessoa sem comer carne durante um dia pode economizar 3.400 litros de água, além de reduzir 14kg de emissão de CO2 na atmosfera.

Para quem deseja se aventurar no dia ou até mesmo mudar os hábitos alimentares, o chef do Comitê Umami, Matheus Aguiar, cita alguns alimentos ricos em umami, ou seja, o quinto gosto do paladar humano.

“O quinto gosto, o umami, pode ajudar a inovar o cardápio e propor novas experiências de sabores, além de benefícios à saúde, como o aumento da salivação e prolongamento do sabor, características que interferem diretamente na aceitação alimentar, principalmente de crianças e idosos”, explica. Alimentos como tomate, batata, alho, brócolis, repolho, cogumelos, entre outros vegetais, são ricos em umami e dão um toque especial na comida.

Ademais, leia mais:
Bandolim Vegan Cult Bar | Rio de Janeiro ganha novo restaurante e casa de cultura
Receita de café da manhã saudável | Tapioca com Tofu Defumado e Goiabada
Enfim, seis motivos para dar uma chance ao leite vegano

Escreve o que achou!