Saturday, September 24, 2022

Psicopedagoga lança livro sobre representatividade negra

É na infância que se descobre o espaço no mundo. Seja nos livros, na televisão, nos brinquedos, todas as crianças precisam ser reconhecidas como parte da sociedade. Para auxiliar no sentimento de pertencimento e representatividade negra na infância, a psicopedagoga Liliane Mesquita utiliza a literatura e promove a inclusão no lançamento “Onde é o lugar de Dandara?”.

Dandara é convidada para ser protagonista em uma peça da escola. Ela nega o papel com a justificativa de que, por ser negra, não pode ser uma princesa. Este foi relato real de uma aluna de Liliane, que decidiu incluir o recorte no livro para mostrar a outras crianças que todas podem ser princesas, independentemente do tom da pele.

“Veja, Dandara, o seu lugar é aqui! – aqui, onde? nesta sala? – não! o seu lugar é lá! – a professora mostrou a janela, caminhou com Dandara, aproximaram-se da janela e apontou – o seu lugar é o mundo! o seu lugar é aonde você quer ir! você é capaz de ser quem você quiser!”
(Onde é o lugar de Dandara?, p.14)

Assim como tantas Dandaras, meninas e meninos lidam diariamente com os olhares por busca de padrões e com as dificuldades impostas pelo preconceito. A causa antirracista acompanha a autora carioca em outras ações, como orientadora educacional e dinamizadora de leitura no município de Duque de Caxias, e em seu canal no Youtube, Li histórias.

Ficha Técnica

Título: Onde é o lugar de Dandara?
Autora: Liliane Mesquita
Ilustrador: Ed. Junior
Editora: Katzen Editora
ISBN/ASIN: 978-65-86011-62-3
Formato: 21cm x 28 cm
Páginas: 20
Preço: R$32,00
Link de venda: Amazon

Ademais, veja mais:

Yasuke | Saiba mais sobre o verdadeiro samurai negro africano
Sankofa, A África que te Habita chega na Netflix entre o lúdico e a ancestralidade
Dois Estranhos | Filme curto e contundente fala de racismo e o feitiço do tempo

Além disso, saiba mais sobre a cultura negra e afro-brasileira:

Escreve o que achou!