Rádio Acordar o Tempo | Websérie promove intercâmbio geracional de maneira lúdica

Rádio Acordar o Tempo tem criação, direção e roteiro dos poetas cariocas Caio Riscado e Maria Isabel Iorio. A websérie musical estreou no dia 12 de junho no canal do Sesc Rio. Segue no ar até 12 de julho, portanto, tem curtíssima temporada. Criado inicialmente para o teatro, o texto ganhou novo formato. Foi adaptado especialmente para o Sesc de modo a alcançar seu público em meio à crise sanitária do Covid-19.

Estrelada por Luísa Vianna, a atriz encarna Ernúbia, uma ex-cantora de rádio. Sozinha durante a pandemia, decide reviver seus dias de glória criando um programa de rádio. Nele, fala sobre sentimentos e lembranças, a fim de trazer à tona bons momentos que já se foram. Porém, sempre fazendo paralelo com alguma música da época. São 5 episódios onde, a cada “programa”, Ernúbia conversa com o espectador sobre um tema. Solidão e amor são, contudo, a principal temática. No final de cada episódio, solta a voz em uma apresentação emocionada e emocionante.

Uma série para todas as idades

De acordo com Maria Isabel, a intenção da série é “prestar uma homenagem às nossas avós, bisavós, mães e madrinhas. Parte expressiva e querida do público de teatro que se viu afastada das plateias nos últimos tempos”. Consegue. A série dialoga principalmente com esse público. Decerto poderão se identificar com a personagem principal, ao mesmo tempo em que relembram músicas que os marcaram.

Aos jovens, todavia, a websérie é uma grande aula de história musical. A Rádio Acordar o Tempo os leva para uma viagem nas músicas tocadas antigamente nas rádios. Para quem não vivenciou o período, é uma delícia conhecer um pouco mais da história da cultura brasileira.

Poesia em prosa

Em uma época tão sofrida como a atual, as palavras proferidas por Ernúbia são, sem dúvida, um alento para os espectadores. Não poderia ser diferente, contudo, tendo dois poetas como roteiristas. A cada episódio, Ernúbia faz rir e chorar. Mas, o mais importante: faz sair um pouco do tempo presente. Através de suas histórias e canções, o espectador vivencia, assim, outros tipos de experiências. Com texto sutil, emociona, porém de forma delicada.

Segundo Caio Riscado, “Ernúbia é uma personagem formada de vestígios: memórias que se atualizam na medida em que lembramos que, apesar da passagem do tempo e das dificuldades que lhe são intrínsecas, é preciso não endurecer”.

É isso que Rádio Acordar o Tempo traz, contudo: a possibilidade de não endurecer.

Serviço:

Onde: https://www.youtube.com/user/portalsescrio

Elenco: Luísa Vianna

Idealização, direção e roteiro: Caio Riscado e Maria Isabel Iorio

Ademais, leia mais:

Mestiça|Helô Tenório lança música sobre miscigenação

Raízes|Escritora baiana e nissei lança livro com linguagem leve

Hamilton|O musical revolucionário chegou na Disney+

1 Comment

Escreve o que achou!

%d blogueiros gostam disto: