Carimbó | Silvan Galvão lança o trabalho Família Galvão com os filhos

Se a pandemia distanciou os artistas do seu público, em muitos casos ativou criatividade em família. Foi o caso de Silvan Galvão, que, após sete anos vivendo na ponte aérea Rio de Janeiro – São Paulo – Santarém, fixou moradia na sua terra natal e reuniu os três filhos na convivência diária, dando início a projetos de valorização da cultura amazônica na Vila de Alter do Chão, em Santarém – PA. Enquanto não pôde funcionar a todo vapor para o turismo, a Casa Muiraquitã, construída em 2020 como hospedaria e espaço de vivências culturais, foi o berço para o trabalho musical Família Galvão.

Com Estefane (19) no violão, Kaique (13) no curimbó, Paulo (17) nas maracas e Silvan (40) na voz e banjo, o selo Alter do Som lança em junho as faixas “Carimboleira“ e “Cheiro Cheiroso“ nas plataformas digitais bem como os clipes das duas músicas no YouTube.

Nascido em Santarém, Silvan Galvão é um artista múltiplo: cantor, compositor, percussionista, banjista e mestre de carimbó. Tem três discos gravados, “Tambores que Cantam“, “Segredos Amazônicos”, “Silvan Galvão ao vivo em Alter do Chão” (também DVD) e o EP “Carimbloco & Silvan Galvão”, tendo realizado shows e oficinas em todo o Brasil. No Pará, muitos o chamam de “embaixador do carimbó” no sudeste, pois foi lá que criou, em 2016, o Carimbloco, bloco de carnaval carioca que conta com mais de 100 integrantes.

Gerações no Carimbó

Seus filhos, que desde crianças aprenderam música com o pai, chegaram a acompanhá-lo em vários destes eventos. No entanto, foi devido à pandemia que, em isolamento social, puderam realizar o sonho antigo de desenvolver um trabalho em conjunto.

Estefane, de 19 anos, toca violão desde os 12 e hoje é também banjeira, percussionista e compositora. Kaique, de apenas 13 anos, é bateirista, percussionista e compôs sua primeira música aos 9. Paulo, de 17, é percussionista e o pé de valsa da família, além de atuar mais na produção com o pai.

A identidade musical da Família Galvão é o carimbó tradicional mas, segundo Silvan, muito influenciada pela musicalidade jovem.

“Esse trabalho da Família Galvão tem um pouco da identidade de cada um. Eu respeito muito a visão deles, o que eles pensam, o que querem fazer, como acham melhor. Temos que estar abertos a esses novos olhares”, declara Silvan.

Família Galvão

Lançamento das faixas nas plataformas digitais

04/06 ´Carimboleira´

18/06 ´Cheiro Cheiroso´

Lançamentos dos clipes no YouTube

11/06 ´Carimboleira´

25/06 ´Cheiro Cheiroso´

Saiba mais em www.alterdosom.com.br

Ademais, leia mais

Zimba | É Tudo Verdade traz história de Ziembinski
Respirar | Single de Suzana Morales é sopro
Juliana Linhares | Nordeste, Cultura, Arte, Política, Pietá e Iara Ira

Escreve o que achou!