‘Um Samurai em São Paulo’ ganha sessões na Mostra de Cinema Internacional de SP

Documentário sobre Taketo Okuda, um dos karatekas mais importantes do mundo, ganha sessões na Mostra Brasil Competição Novos Diretores.

O documentário “Um Samurai em São Paulo”, produzido e dirigido por Débora Mamber Czeresnia, integra a 46ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, que acontece de 20 de outubro a 02 de novembro e traça um panorama da produção cinematográfica mundial.

A programação conta com 231 filmes, vindos de 60 países, que serão apresentados nas seções Perspectiva Internacional, Competição Novos Diretores, Mostra Brasil e Apresentação Especial, além da exibição de filmes restaurados e em realidade virtual.

Selecionado entre os concorrentes da Mostra Brasil Competição Novos Diretores, o longa-metragem narra a trajetória do mestre de karatê japonês Taketo Okuda, falecido no início de 2022 aos 79 anos depois de mais de seis décadas dedicadas à arte marcial das mãos vazias.

A história de Okuda é narrada pela perspectiva de Débora, sua aluna, que encontrou na arte marcial muito mais do que disciplina e força. “Enquanto o Brasil e o mundo assistem à escalada de discursos agressivos e bélicos, o que Okuda nos traz é um potente grito de kiai de resistência, nos convidando a repensar a necessidade de armar-se contra o outro. Por isso, ‘Um Samurai em São Paulo’ é um filme extremamente atual”, comenta Débora.

Discípulo Masatoshi Nakayama, responsável pela difusão do karatê Shotokan no Ocidente, Okuda se muda para o Brasil na década de 70 incumbido da missão de ensinar as técnicas da Associação Japonesa de Karatê. A partir disso, forma uma geração de atletas que marca o desenvolvimento da modalidade no país. Com a morte de seu mestre, nos anos 80, afasta-se das competições esportivas e passa a usar a prática como ferramenta para alcançar a transcendência.

Sessões de ‘Um Samurai em São Paulo’:

Distribuído pela Elo Studios, o longa, que concorre na categoria Mostra Brasil Competição Novos Diretores, poderá ser visto no dia 25 de outubro, às 20h15, na Reserva Cultural, e dia 26 de outubro, às 14h, no MIS (Museu da Imagem e do Som).

Iniciativa pela equidade de gênero

“Um Samurai em São Paulo”, fez parte do Selo ELAS, uma iniciativa da Elo Studios que fomenta filmes feitos por mulheres. A intenção da distribuidora é de ajudar a atingir a equidade de gênero no setor.

Sobre a diretora

Débora Mamber Czeresnia nasceu em 1976 e é paulistana. É roteirista desde de 2015. Um deles é o curta-metragem Timing, vencedor de diversos prêmios nacionais e internacionais, como melhor curta internacional no Arouca Film Festival (Portugal).

Com formação acadêmica em Jornalismo, Débora estreia na direção com o documentário Um Samurai em São Paulo.

Mais informações: https://46.mostra.org/

 

Ademais, leia mais:
Crítica | ‘Cesária Évora’ evoca a saudade no Festival do Rio
Encontro de Cinema Negro Zózimo Bulbul | Veja filmes de graça no RJ
Cabo Verde + Brasil: veja o novo clipe em animação do Kaialas | Preto de Azul

Escreve o que achou!