Conecte-se conosco

Cinema

UnTrue | Filme filipino surpreende no Fantasporto 2020

Publicado

em

Untrue. Leia a crítica no Vivente Andante.

UnTrue é um filme filipino que se passa na Georgia. Acabamos conhecendo um pouco da cultura desse país, inclusive. Tem uma sequência belíssima mostrando uma dança folclórica da Georgia, o Kartulli. Interessante porque, como é explicado durante esse momento, não há qualquer contato nas danças georgianas. São danças que descrevem tanto o amor quanto o respeito entre o homem e a mulher. Nessa hora fica um contraste entre cenas quentes de sexo e a dança respeitosa, numa bela montagem.

A princípio, assim que começa o filme, temos um close na face machucada de Mara (Cristine Reyes), que conta sobre sua relação com o marido Joachim Castro (Xian Lim). O filme foi uma grata surpresa, um dos melhores que pude assistir até agora na cobertura que venho fazendo do Festival Internacional de Cinema do Porto – Fantasporto. A narração talvez não fosse necessária, pois busca tentar explicar demais. O longa-metragem parece um grande conto sobre sonho e pesadelo e relações abusivas, mas sera que é isso mesmo? Uma consistente fotografia de Boy Yniguez acrescenta bastante ao filme como um todo. É sugestivo vermos um personagem imerso nas sombras, nos permitindo entender as pistas que vão sendo deixadas.

UnTrue é um bom filme filipino com viradas que surpreendem.
divulgação: Fantasporto 2020

Espectador atento

UnTrue consegue prender o espectador, e aos poucos vamos descobrindo os segredos dos protagonistas; que vão se revelando vagarosamente. Ou pelo menos, de acordo com quem está contando a estória. As atuações do casal principal são realmente eficientes, Cristine Reyes e Xian Lim apresentam ótimos trabalhos. O roteiro e a direção de Sigrid Andrea Bernardo estão redondos, apesar do último ato se tornar um pouco cansativo até o bom final que levanta a energia novamente. O roteiro não é genial, mas bem executado no geral.

A Mãe Georgia, Kartlis Deda, também tem papel importante no filme. É assim que se chama a enorme escultura que empunha uma espada em sua mão direita para enfrentar os inimigos e, na esquerda, uvas para receber os amigos. O casal visita alguns pontos turísticos do país, e Sigrid aproveita para nos presentear com belas imagens da joia do Cáucaso. Em suma, um longa-metragem surpreendente.

Afinal, veja o trailer: 

Ademais, leia mais:

Cry of The Sky | Filme aborda machismo e refugiados | Fantasporto 2020
Entangled | CRÍTICA | Fantasporto 2020
Fantasporto 2020 | A Night Of Horror: Nightmare Radio | CRÍTICA

Cinema

Zack Snyder leva exclusividade de Rebel Moon à CCXP23

Zack Snyder e elenco de Rebel Moon levam Palco Thunder à loucura na CCXP23.

Publicado

em

Em uma noite que entrará para a história da CCXP, a Netflix e Zack Snyder apresentaram pela primeira vez para o público, na sexta (1), o universo de Rebel Moon, nova aventura épica do diretor. Além de Snyder, que fez sua grande estreia na CCXP, o elenco do filme e os produtores Deborah Snyder, Eric Newmann e Wes Coller também participaram do painel no Palco Thunder, nesta sexta (1), onde aconteceu a primeira exibição mundial de Rebel Moon – Parte 1: A Menina do Fogo, que estreia no dia 22 de dezembro na Netflix.

O aguardado painel, que contou com a apresentação de Carol Moreira e João Luis Pedrosa, começou com a invasão do temido Mundo-Mãe. Soldados dominaram o palco e, em seguida, a audiência foi transportada direto para os planetas e luas da saga, como Veldt e Neu-Wodi, além de descobrirem as criaturas e novos heróis do universo Rebel Moon! Snyder, os produtores e elenco, formado por Sofia Boutella, Djimon Hounsou, Ed Skrein, Michiel Huisman, Ray Fisher, Charlie Hunnam, Staz Nair e E. Duffy, receberam muitos aplausos dos fãs brasileiros a cada interação dos atores. Para o delírio do público, Charlie Hunnam exibiu a camiseta do Brasil por baixo do figurino, Ed Skrein fez uma entrada triunfal ao lado de soldados do Mundo-Mãe, enquanto Staz Nair surpreendeu o público ao mandar ver no português, com direito a um “obrigado, família!”.

Exclusividade para o Brasil

Snyder, junto do elenco e demais produtores, compartilhou detalhes exclusivos sobre os personagens e as experiências de gravação no set de filmagem. Em um momento emocionante de celebração dos fãs, seis sortudos da plateia puderam fazer suas perguntas diretamente para os atores. “Para mim, escalar o elenco é uma parte muito importante de fazer um filme. Eu tinha ideias muito específicas do que queria para os personagens. É uma honra e um privilégio incrível trabalhar com esses atores”, comentou Snyder, enquanto Sofia celebrou sua protagonista “badass”. 

No auge do painel, a exibição na íntegra de Rebel Moon – Parte 1: A Menina do Fogo, no telão do Thunder, se materializou em um espetáculo visual repleto de ação e efeitos especiais que deixou a audiência em êxtase. “Rebel Moon é uma carta de amor para a ficção científica”, anunciou o diretor sob uma salva de palmas.

Mais surpresas

E não parou por aí. Ao final da sessão, o público (e o elenco!) se surpreenderam com um teaser inédito da Parte 2 do filme, também exibido pela primeira vez no Brasil. Com isso, a expectativa foi lá no alto para a estreia de Rebel Moon – Parte 2: A Marcadora de Cicatrizes. A parte 2 chega na Netflix em 19 de abril de 2024.

Vale lembrar que o público da CCXP tem até domingo (3) para explorar o universo Rebel Moon através de experiências imersivas exclusivas. Réplicas hiperrealistas, interações com criaturas do filme, visitas ao bar de Providence e a oportunidade única de estrelar Rebel Moon em um trailer personalizado. Essas são apenas algumas das experiências que aguardam os fãs nos próximos dias. Chega mais, o futuro pertence aos rebeldes.

Por fim, leia mais:

Confira os principais destaques da CCXP 2023: adult swim, HBO Max e Unlock CCXP

CCXP 23: Gigantesco evento completa 10 anos com toque carioca, confira as dicas!

Cinefantasy inicia no sábado sua 15ª edição

Continue lendo
Anúncio
Anúncio

Cultura

Crítica

Séries

Literatura

Música

Anúncio

Tendências