Wednesday, October 21, 2020

QuarenCENA apresenta a peça “Deus da Carnificina” em live

Deus da Carnificina” será apresentada pela QuarenCENA em live na rede social instagram. Foi de forma improvisada – como os jogos que os mendigos de “Esperando Godot” inventam para fazer o tempo passar –, que começou o experimento ‘QuarenCena – Live com Cena’ realizado na internet. A princípio, a ideia de Patrícia Selonk e Simone Mazzer, atrizes e idealizadoras do projeto, em sua 10ª edição, é mostrar um texto diferente a cada quinta-feira, sempre às 20h. Ou seja, como se estivessem mesmo em um teatro físico.

O texto apresenta o encontro de dois casais adultos e civilizados para resolver um incidente envolvendo seus filhos pequenos: um deles quebrou dois dentes do outro numa briga na praça. Nada que os pais não possam resolver. Contudo, quando o verniz social que protege os adultos da selvageria se quebra, a polidez civilizada dá lugar a um campo de batalha.  Assim, tudo pode acontecer. A dupla contará com a participação especial dos atores Matheus Solano e Luís Lobianco, e com a direção de Márcio Abreu.

“’Deus da Carnificina’ nos mostra até onde podemos controlar nossa hipocrisia, nossos bons hábitos. E mostra também, o quanto somos vulneráveis quando o assunto são nossas fraquezas. Um texto muito atual, e assustadoramente possível”, reflete Mazzer, lembrando que a história ganhou as telonas dos cinemas em 2011, em premiada produção com direção de Roman Polanski e um elenco estelar formado por Jodie Foster, Kate Winslet, Christof Walts e John Reilly.

Improvisos lembram teatro Elizabethano

Em tempos de isolamento social, as atrizes transformam a live do Instagram em uma pesquisa de linguagem, na qual precisam arranjar soluções inusitadas para lidar com uma conexão instável aqui, uma imagem congelada acolá. “Além disso, também ficamos de olho nos comentários da ‘plateia’ em tempo real, bem à moda dos palcos Elizabethanos de outrora”, conta Patrícia.

“Esse formato de live e os possíveis imprevistos que rolam possibilitam manter algo essencial ao teatro, que é compartilhar um momento único somente entre aqueles que se juntaram em determinado espaço de tempo e lugar, embora o lugar tenha migrado para o virtual”, diz Simone. As atrizes já dividiram palcos mundo afora pela Armazém Cia de Teatro, e são grandes amigas.

Projeto de leituras virtuais chega em segunda fase

A estreia da primeira fase do QuarenCena foi em 19 de março com “Esperando Godot”, de Samuel Beckett, com participação de Paulo de Moraes, e trouxe textos que já foram encenados pela dupla em anos anteriores como “Out Cry”, de Tennesee Williams; “Sob o Sol em Meu Leito Após a Água”, de Paulo de Moraes e Maurício Arruda Mendonça; “Édipo”, de Sófocles, adaptado por Maurício e Paulo, com participação de Marcos Martins; e “Casca de Noz”, também de Maurício e Paulo, com participação de Liliana Castro, Fabiano Medeiros e Sergio Medeiros; e ainda uma edição em Tema Livre na qual Patricia leu trechos de “Pessoas Invisíveis”, também de Maurício e Paulo, e Mazzer leu trechos de “Epílogo”, solo ainda inédito da atriz, escrito por Rafael Souza-Ribeiro;

No dia 14 de maio a dupla deu início à segunda fase do projeto, que traz cinco textos que nunca foram encenados por elas. O primeiro foi a leitura de “Rosenkrantz e Guildenstein Estão Mortos”, de Tom Stoppard, com participação de Jopa Moraes, dirigido por Fernando Philbert. Depois foi a vez de “As Criadas”, de Jean Genet, seguido por “Entre Quatro Paredes”, de Jean Paul Sartre.

SERVIÇO :

QuarenCena – Live em Cena com “Deus da Carnificina”, de Yasmina Reza

A leitura acontecerá a partir do perfil @simazzer no Instagram, no dia 18/6, às 20h.

Elenco: Simone Mazzer, Patricia Selonk, com os atores convidados Luis Lobianco e Matheus Solano.

Diretor convidado: Márcio Abreu.

Todavia, leia mais:

Isto é um Negro | CRÍTICA
Tântrica Santina – Rita Rocha e Alhandra A falam sobre teatro, política e resistência
Marcélli Oliveira usa o teatro para falar sobre suicídio | “A arte é tão essencial como a educação”

Escreve o que achou!