Gastronomia vegana cresce e rede de franquias prevê faturamento de R$ 10 milhões em 2021

O Açougue Vegano é uma rede de franquias genuinamente brasileira criada com a proposta de atender ao público vegano, vegetariano e também os flexitarianos. O Bandolim Vegan Cult Bar, nova aposta na Lapa, segue o mesmo caminho, com foco na gastronomia vegana.

A princípio, a marca do Açougue Vegano nasceu do encontro entre os amigos Celso Fortes e Michelle Rodriguez. Eram estudantes de gastronomia e resolveram criar receitas exclusivas e uma loja online. Em seguida, com apenas dois meses, abriram a primeira unidade física, em um shopping da Barra da Tijuca. Investindo cerca de R$ 35 mil, recuperaram o valor em um único fim de semana. Com o passar do tempo, triplicaram a equipe e deram luz à novas receitas, como a coxinha de jaca, premiada pela Sociedade Vegetariana Brasileira, o espetinho de soja e a moqueca de banana.

Franquia vegana

Em 2019, um ano após a adesão ao franchising, o negócio recebeu um aporte de R$ 1 milhão e a entrada de investidores que possibilitaram a construção da fábrica própria e a estruturação de um plano de expansão mais sólido. Entre os planos de expansão, além de levar o conceito do açougue sem proteína animal para todo o país, a rede criou dois modelos de negócios para atrair novos empreendedores.

A saber, atualmente, a rede conta com seis unidades: uma em Campinas e outra na capital paulista e as demais na cidade do Rio de Janeiro. Para 2021, o plano é vender mais 20 franquias, com abertura de pelo menos 15 delas ao longo do ano.

Vegan Cult Bar

Por fim, a Lapa, no Rio de Janeiro, berço da boemia e um dos lugares mais visitados do Brasil, ganhou em 2021 o lançamento do Bandolim Vegan Cult Bar com diversos novos pratos e petiscos como o Quibe Tropicália e o Strogonff Cajueiro. Além disso, o Bolinho de Feijoada conta com recheio de bacon de inhame.

comida vegana
Bandolim Vegan Bar tem harmonização de cervejas com seus pratos especiais

O lugar vem dando o que falar e chama atenção na cidade trazendo um conceito de casa de cultura que conta com exposições nas paredes e dentro do local histórico onde viveu Jacob do Bandolim.

Escreve o que achou!