Wednesday, October 21, 2020

Educação emancipadora? | Veja o documentário “Escolarizando o Mundo”

Escolarizando o Mundo (Schooling the World: The White Man’s Last Burden) é um documentário que busca trazer um novo olhar sobre a educação ocidental, traçando paralelos com o colonialismo. A obrigatoriedade de uma educação que não respeita ou se preocupa com culturas regionais é o melhor caminho? Em verdade, existe o interesse de sobrepujar tais culturas. Como no principal caso apresentado no filme, da localidade de Ladaque, no extremo norte-noroeste da Índia. Vemos algumas mulheres falando sobre como antes as crianças seguiam os ensinamentos de Buda, os quais enfatizavam o crescimento espiritual, enquanto, atualmente, com a chamada educação moderna, o foco tornou-se outro: o “sucesso” material.

A diversidade cultural vai sendo destruída, homogeneizando o que for possível. As cenas de estudantes orientais sendo doutrinados em um formato cultural urbano ocidental faz pensar. Nessa tal educação moderna, a noção real de sustentabilidade não existe. Ou seja, as formas tradicionais de conhecimento de diversas culturas eram e são muito mais eficientes nesse sentido. Pois, tais povos conheciam como nenhum outro o clima em que vivem, as adversidades e vantagens do meio em que estão situados, e sobreviviam independentes. Entretanto, nos dias de hoje, nada disso é ensinado, esse conhecimento geracional não é mais passado, devido a necessidade criada da utilização de produtos advindos dessa cultura urbana ocidental colocada como superior e não-primitiva.

Seres humanos ou produtos?

O pior de tudo é que tal educação não visa ser emancipatória, criar seres humanos, cidadãos, plenos, independentes, pensantes e preparados para o mundo. Todavia, parece querer moldar criaturas com conhecimento parcial e limitado, aculturadas, sem raízes, para alimentar a produção industrial. “Costumes locais atrapalham a industrialização” é uma frase que salta aos olhos do espectador. Assim, os idosos e as antigas gerações vão se sentindo inferiorizados. A poluição aumenta juntamente com o “progresso”. Como é possível aprender sobre a natureza estando fora dela, trancado em uma sala de aula por horas a fio?

O documentário Escolarizando o Mundo é bem dirigido por Carol Black, que também realizou o divertido curta-metragem “The Lost People Of Mountain Village“. O filme intercala depoimentos de pessoas com imagens das regiões apresentadas e das consequências da educação referida. A trilha sonora escolhida é eficaz, amplia e explica significações e guia o tom do documentário. Por fim, talvez seja difícil terminar de assistir e não refletir sobre os caminhos da educação no mundo. Comigo foi assim.

Afinal, aqui está o documentário completo, assista:

Ademais, leia mais:

Filme ‘Nódulo’ mostra mundo com pandemia | Assista aqui
Coletivo Pretas Ruas busca por oportunidades para mulheres em situação de vulnerabilidade
Ana Catão do Cosmogonia Africana| “Nossa missão é trazer essa história que foi varrida para debaixo do tapete”

Escreve o que achou!