Na Sala com Clarice | Conheça uma experiência teatral gratuita sobre a obra de Clarice Lispector

O espetáculo Na sala com Clarice, apresentado através do zoom, terá sua última apresentação neste domingo, 20 de dezembro, às 19h. A temporada continuará em 2021 a partir do dia 9 de janeiro e seguirá até 31 de janeiro. Os ingressos são gratuitos e estão disponíveis na plataforma Sympla. O projeto recebeu o patrocínio do Banco do Brasil e tem o objetivo de comemorar o centenário de Clarice Lispector.

Como em um jantar, o ator Odilon Esteves oferece um cardápio ao público com opções de entrada, prato principal, sobremesa e até o típico cafezinho brasileiro pós-refeição. Dentro de sua sala, ele interpreta os contos e crônicas da escritora Clarice Lispector com a ajuda da plateia. A experiência está na interação do público que escolhe o que quer assistir por meio de uma enquete. Ou seja, o conto ou crônica que receberem o maior número de votos é interpretado por Odilon Esteves. No entanto, as escolhas são feitas com base em comidas, exposição de objetos ou sinopses. O interessante é que a plateia não tem conhecimento do título das obras até que elas sejam selecionadas pela maioria. 

É gostoso assistir a peça feita sobre a ótica do ator, com um figurino simples e cenário que não possui características arrebatadoras, pois o que chama a atenção é a interpretação. Tudo é minimalista, exceto a sua atuação onde as histórias parecem realmente tomar corpo e ganhar voz. Clarice provavelmente está ali, sentada no sofá da sala assistindo como todos os outros. 

Ficção x Vida real

Em Na sala com Clarice nada é engessado, Odilon até compartilha trechos da sua vida enquanto as enquetes surgem na tela como quando recorda a morte de seu pai e conta sobre Maria da Paz que ajudava em sua casa e tornou-se sua grande companheira nas idas aos shows, cinemas e peças de teatro. Na apresentação do último sábado, 19, o ator contou que, quando Maria preparava as refeições em sua casa, ganhava aplausos de toda a família. Com vergonha, pedia para pararem com os aplausos porque não era um espetáculo. Porém, Odilon fazia questão de dizer que ela precisava de aplausos sim, pois ali era o seu palco. 

Enfim, no cardápio literário existem muitas narrativas com personagens diversos como um ator frustrado, uma senhora idosa sozinha no mundo, uma mulher virgem que está grávida, uma esposa em fuga, além da própria história de Clarice em diferentes fases da sua vida. Quem ainda não conhece a obra da autora poderá sentir um gostinho especial durante o espetáculo e aqueles que já tiveram esse contato provavelmente terão vontade de reencontrá-la.

Ademais, veja mais:

A Voz Suprema do Blues | Dignidade, respeito e independência

Carolina Maria de Jesus e Clarice Lispector ganham mostras no Instituto Moreira Salles em 2021

Filme “O Livro dos Prazeres” recebe três prêmios no Festival de Vitória

Escreve o que achou!