O encontro com nós mesmos | Veja o curta-metragem ‘Ritornelo’

Uma criança no escuro, tomada de medo, tranquiliza-se cantarolando. Ela anda, ela para, ao sabor de sua canção. Perdida, ela se abriga como pode, ou se orienta bem ou mal com sua cançãozinha. (Deleuze e Guatarri, Mil Platôs. 1997, p. 115).

Algumas coisas que percebemos na pandemia:

– Não há segurança 100% garantida em viver em um sistema político representativo.
– Esquerda pode ser tão moralista quanto a direta.
– Até as nossas doenças a gente fala em inglês. Burnout, lá na Tijuca, nos anos 2000, era “tô boladaço” ou “Tô zoadão de cabeça por causa do trabalho”
– A gente sabe conviver muito pouco com os outros, com a diferença, e, principalmente, com nós mesmos.

Afinal, será que nesse retorno estaremos, novamente, no mesmo lugar?

Enfim, veja ‘Ritornelo’:

Ademais de ‘Ritornelo’, veja mais:

Podesquete | Confira o novo podcast de humor

Humor | O ‘Upgrade’ e a colonização da língua

Além do som | Novo reality show inovador da Netflix foca em universidade para pessoas surdas

Escreve o que achou!