Orquestra Ouro Preto apresenta ‘Auto da Compadecida, a Ópera’ na Barra da Tijuca

Uma emblemática obra de Ariano Suassuna pelo talento da Orquestra Ouro Preto. “Auto da Compadecida, a Ópera” estreou em São Paulo com duas récitas esgotadas e chega ao Rio de Janeiro para apresentações, nos dias 29 e 30 de novembro, na Cidade das Artes Bibi Ferreira, na Barra da Tijuca.

A história de Chicó e João Grilo recebe uma versão que reúne em palco uma verdadeira constelação para apresentar “uma ópera buffa brasileira em dois atos”. A música é original e traz a assinatura de Tim Rescala. O compositor assina o libreto junto com o maestro Rodrigo Toffolo, regente titular da Orquestra e responsável pela concepção e direção musical do espetáculo.

A direção de cena é assinada por Chico Pelúcio. No palco, grandes nomes do canto lírico brasileiro – Fernando Portari, Marília Vargas, Marcelo Coutinho, Carla Rizzi, Jabez Lima e Rafael Siano, além de um trio de atores escolhidos para dar voz e corpo ao clássico da literatura brasileira – Glicério do Rosário, Claudio Dias e Maurício Tizumba.

Além disso, o espetáculo conta com figurinos desenhados por Manuel Dantas Suassuna, artista plástico de renome e filho do escritor.

SERVIÇO

Orquestra Ouro Preto: “Auto da Compadecida, a Ópera”

Data: 29 e 30 de novembro de 2022

Horário: 21 horas

Local: Cidade das Artes Bibi Ferreira (Av. das Américas, 5300 – Barra da Tijuca)

Ingressos: Plateia 1: R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia-entrada). Plateia 2, frisa lateral e galeria e camarote do 3º andar: R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia-entrada). Camarote e galeria do 4º andar: R$ R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia-entrada). Vendas na bilheteria e no site Sympla: https://bileto.sympla.com.br/event/78173/d/166798

Informações: www.orquestraouropreto.com.br

Ademais, veja mais em:

Filmes Negros Importam | Mostra acontece no Estação Net Rio

A Saga De Um Só | Afinal, livro retrata a perseguição por causa da obra ‘Os Orixás do Candomblé’

Escreve o que achou!