Thursday, September 24, 2020

Aprenda uma receita de cogumelo ao molho madeira | Medicina da Cozinha

Cogumelo ao molho madeira. Hoje estamos muito chiques! SIM! Na minha concepção, o prato de hoje é para aquelas ocasiões especiais, sabe? A princípio, juro que quando penso nesse prato dá aquela vontade de acender uma vela ou ficar boquiaberta. Isso por ele demarcar, pelo menos na minha vida, aquelas datas que eu tinha românticos clichês ou os casamentos que ia dos amigos da família. Afinal, cozinha é afeto, e um ‘simples’ prato pode desencadear várias memórias afetivas e sentimentos diferentes.

Bom, o prato de hoje é Cogumelo ao Molho Madeira!

Aqui foi usado o cogumelo, justamente para remeter à carne no sentido da textura. Fazia tempo que eu não tinha a sensação de cortar um filé, e o cogumelo serviu bem para esse propósito.

Então, o que você vai precisar é:

– Azeite (3 colheres de sopa) – (ou óleo, ou margarina)
– Cebola (1/2)
– Dente de alho (2)
– Farinha de trigo (ou de milho – ou a farinha que você possa usar caso tenha alguma restrição alimentar)
– Vinho tinto SECO
– Caldo de Legumes
– Cogumelo
– Sal e Pimenta do Reino
– Ervas para aromatizar (opcional)

Como fazer o delicioso cogumelo ao molho madeira:

Inicialmente, corte a cebola e o alho e refogue em uma panela. Comece fritando primeiro somente a cebola e, quando ela ficar em um ponto mais dourada e torrada, acrescente o alho e mexa. Em outra panela em fogo baixo, adicione 2 colheres de farinha e 2 colheres de azeite e misture. A proporção é 1:1, ou seja, 1 colher de farinha para 1 colher de azeite, caso você tenha interesse em fazer outras quantidades da receita. Essa parte vai ajudar o nosso molho a engrossar. Quando a mistura estiver mais homogênea, aumente o fogo.

Misture bem esses ingredientes e adicione 1 xícara do caldo de legumes. O caldo pode ser aqueles já prontos ou você pode utilizar/fazer o seu. Depois, acrescente o vinho (1 xícara). E vá mexendo. Adicione, então, a cebola e o alho e, se quiser, as ervas aromáticas. Aqui, usamos alecrim, colocando inteiro na panela e retirando depois de uns 2 minutos – o seu papel aqui foi dar uma aromatizada e um sabor, mas não por muito tempo para não ficar forte demais.

Separe aquele cogumelo, e aquele vinho que gostamos…

Por envolver vinho, é bom não usar o seu vinho mais caro, ao mesmo tempo que é melhor usar um vinho que também seja bom, pois ele será o que vai embasar o molho! Vai mexendo a mistura, em fogo médio-alto, e percebendo como o molho vai engrossando. Depois, experimente para ver se o álcool do vinho evaporou suficientemente. Se isso já ocorreu, desligue o fogo e deixe pegando o calor da própria panela. O molho também engrossa quando esfria, então o ponto para desligar o fogo pode ser quando estiver engrossado, mas também um pouco líquido. Adicione sal e pimenta.

Agora, em outra panela, frite o cogumelo com o azeite. Aqui, a dica para fazer ele ficar com aquele aspecto macio é cortar em tiras mais grossas, não tão finas. Isso vai ajudar a dar aquela sensação macia com bastante presença. Tempere e quando tiver no ponto, está pronto. Você pode usar o cogumelo que quiser! Nesse caso, usamos aqueles cogumelos mais graúdos.

Agora é só adicionar o molho por cima e aproveitar essa perdição gastronômica!

Boa semana! @_luggg

Ademais, veja mais:

Receita de Quinoa com Pimentão Verde e Cogumelo | Medicina da Cozinha
Aprenda a fazer Almôndega de Abobrinha | Medicina da Cozinha
Aprenda a fazer Torta Salgada Vegana | Medicina da Cozinha

Escreve o que achou!