Thursday, September 24, 2020

Typical Me agrada Casa da Música com neosoul

Na quinta-feira, 19 de fevereiro de 2020, a banda Typical Me realizou um belo show na Casa da Música, tradicional reduto cultural do Porto, Portugal. A banda portuguesa – que canta canções em inglês – é constituída por Adriana Torres (voz), José Pedrosa (teclados), Fábio Pereira (guitarra), Filipe Ferreira (baixo) e Aury Santos (bateria). A princípio, a apresentação veio com um som meio intergaláctico, era a introdução para um passeio musical.

As canções do EP de estreia “The Way”, “Climax”, “Uncertainty”, “Lift Me” e “Thinkin’ About You”, agradaram o público. Um álbum estiloso, que lembra os anos 80 e 90, com certa base nos sons da música negra dos anos 70. Há densidade e calor, e chega a ser quase excitante em muitos momentos. Aliás, algumas músicas eram intercaladas por gravações de falas de Adriana Torres que traziam questionamentos. O trabalho do grupo pode ser encontrado no Facebook, Instagram, nas plataformas de streaming e Youtube.

Adriana Torres e o Typical Me. Leia no Vivente Andante.

Adriana Torres tem carisma e boa voz (foto: Alvaro Tallarico)

If You Had My Love

Além disso, surpreenderam com uma versão de “If You Had My Love”, de Jennifer Lopez, em novo arranjo soul, mantendo a aura dançante, todavia, mais melódico. Typical Me canta o amor em várias de suas formas. Ainda presentearam os espectadores com uma nova canção, “Surprise”, extremamente afável. A vibração era positiva e cativava. O carisma de Adriana Torres é claro e ela busca uma interpretação que tende a evoluir. Lembrei da cantora Sade, como se fosse uma mescla com a sueca Marie Fredriksson. Em certo momento, um solo de Aury Santos impressionou e arrancou gritos de animação de um público que se mantinha concentrado.

Typical Me viaja por uma galáxia onde os planetas tocam neo-soul, r&b e funk, dando vontade de dançar, fechar os olhos e flutuar por esse universo musical. O single “Show a Little Love”, fechou o show dando vontade de dançar. Lançado em Outubro de 2019, reproduz a essência do grupo, e talvez, seja sua melhor música. Contudo, a plateia pediu bis, assim, os músicos retornaram a seus postos e vieram com “Backyard”.

Após a apresentação pude entrevistar a banda, conversa que vai sair em breve no Podcast Vivente Andante. Pude perceber que cada um tinha uma personalidade distinta, do mais sério ao mais tímido. Tais diferenças unidas formam uma música rica e emocionante, bebendo nas fontes estadunidenses da black music.

Enfim, veja o videoclipe de “Show a Little Love”:

Para mais fotos do Typical Me, visite: instagram.com/viventeandante

Ademais, veja mais:

‘Mulher é Música’ mostra exemplo de sororidade
Festival Internacional de Cinema do Porto faz 40 anos | Fantasporto
André B. Silva 4Tet louva o jazz na Casa da Música do Porto

Escreve o que achou!