Canvas | Netflix mostra curta que é longo em expressividade

Canvas na Netflix é um daqueles curtas que são longos em expressividade e beleza. É sobre perda, saudade e arte. A princípio, vemos um senhor, que, aliás, me fez lembrar de meu avô. O que já grita na tela é o capricho da animação, as texturas, a grama, os detalhes no rosto do homem, a profundidade do olhar. Em outra cena, ele toca um velho quadro e é possível ver as linhas em suas mãos.

Além disso, o filme troca seu estilo de animação algumas vezes, sempre com eficiência, ampliando seu poder artístico. Não há diálogos e não faz falta alguma. As imagens dizem tudo e muito mais e a trilha sonora carrega com carinho uma história plena de delicadeza escrita e dirigida por Frank E. Abney III. Em menos de dez minutos ele consegue nos conectar com os personagens, fofos e realistas.

Canvas começa lindamente e acaba ainda mais belo, uma última cena que parece eterna. Emociona e é um dos melhores curtas, uma das melhores animações no catálogo da Netflix.

Afinal, perceba os detalhes e viaje no trailer:

Ademais, veja mais:

Sankofa, A África que te Habita chega na Netflix entre o lúdico e a ancestralidade
Angola Janga | Conheça a luta de Zumbi dos Palmares em HQ
Enfim, assista ao curta ‘Hair Love’, sobre uma família negra

 

3 Comments

Escreve o que achou!

%d blogueiros gostam disto: