Tuesday, October 19, 2021

Crítica | ‘Fátima, A história de um milagre’ traz Sônia Braga contra Harvey Keitel

Com um elenco de peso, “Fátima – A história de um milagre” traz um recorte histórico e conta um pouco sobre as famosas aparições de Nossa Senhora para três pastorinhos na Cova de Iria, em 1917, em Portugal. O filme é direcionado para o público em geral apesar de ter como uma base um marco na história do país europeu que colonizou o Brasil, em especial por um viés católico.

A direção do longa-metragem é simples, sem grandes invenções, por Marco Pontecorvo, que também assina o roteiro ao lado de Valerio D’Annunzio e Barbara Nicolosi. O filme não entra muito em polêmicas, é superficial nesse sentido, e visa relembrar a história dos pequenos pastores Lúcia, Francisco e Jacinta. Eles teriam visto Nossa Senhora enquanto trabalhavam nos arredores de sua aldeia. Muitos duvidavam da veracidade dos testemunhos das crianças, porém outros partiam em peregrinação ao local na esperança de presenciar milagres. Isso acabou por gerar muito sofrimento para as famílias das crianças e para elas mesmo, fatos que poderiam ser mais abordados no filme.

A época era de tristeza, pois o mundo vivia a Primeira Guerra Mundial e ansiava pela paz. Esse é o recado que Nossa Senhora vem trazer para que as crianças divulguem, que todos rezem muito, em especial o rosário. A jovem e carismática atriz espanhola Stephanie Gil vive a protagonista Lúcia e não decepciona. Indubitavelmente, a profusão de bons atores eleva a qualidade da película. Goran Visnjic é o prefeito Arturo, homem cético preocupado com sua carreira e que considera a fé como superstição. É o principal antagonista e empresta a frieza necessária ao personagem.

Mãe

Além disso, o conhecido ator português Joaquim de Almeida vive o padre Ferreira com eficiência. Joana Ribeiro, também portuguesa, é a Virgem Maria, com uma beleza divinal em suas vestes brancas. Alejandra Howard é fofura total como a pura Jacinta. E ainda tem Jorge Lamelas como Francisco.

O filme é uma coprodução Estados Unidos, Itália e Portugal e tem como grande destaque as participações da atriz brasileira Sônia Braga, como a freira Lúcia, e Harvey Keitel, como o Professor Nichols. As melhores cenas são de seus diálogos, onde o diretor escolhe ângulos e símbolos que sempre deixam claro a divisão e o embate entre razão e fé. Enquanto o professor busca achar erros e discrepâncias, Lúcia é o retrato da lealdade ao que acredita com uma firmeza gentil que jorra na expressividade de Sônia Braga.

Trilha

Aliás, “Fátima – A História de um Milagre” tem uma bela trilha sonora feita por Paolo Buinvino, e ainda conta com o cantor italiano Andrea Bocelli, que compôs uma música especialmente para a obra. Os efeitos especiais são bons e o filme não peca na qualidade da produção. A direção de arte e a fotografia são eficazes na concepção da época em que tudo acontece.

Há muitas omissões e diversas licenças artísticas que diferem da história oficial de Fátima, mas não diminuem o valor da mensagem de fé que o filme procura apresentar. Entretanto, aqueles que desejarem se aprofundar mais devem procurar as memórias escritas pela Irmã Lúcia e o livro “Nossa Senhora de Fátima” de William Thomas Walsh.

A saber, a Igreja Católica celebra o dia de Nossa Senhora do Rosário de Fátima em 13 de maio. Por fim, a distribuição do longa é da Diamond Films e a estreia ocorre no dia 7 de outubro.

Afinal, veja o trailer:

Ademais, leia mais:

A Imagem da Tolerância | Conheça o documentário sobre um símbolo da benevolência
Casa do Triunfo | Livro aborda peregrinação e aparição de Nossa Senhora
Aparecida do Brasil | O documentário que é reportagem sobre a imagem da santa

Escreve o que achou!