Conecte-se conosco

Cinema

Marinheiro das Montanhas | Karim Aïnouz entrega um FamilySearch poético

Um mergulho nas raízes argelinas do cineasta

Publicado

em

critica MARINHEIRO DAs MONTANHAs (Acervo de Karim Aïnouz)

É possível perceber um pouco do prestígio de um cineasta na pré-estréia de algum filme seu. Na última segunda-feira (18/09), no Estação Net Gávea, estavam Fernanda Montenegro, Lázaro Ramos, Regina Cazé, Marjorie Estiano, e incontáveis artistas. Karim Aïnouz (“A Vida Invisível“) é um dos cineastas brasileiros mais famosos da atualidade e agora, ousadamente, lança duas obras ao mesmo tempo nos cinemas. A princípio, a convite da Sinny Assessoria, estive na pré do documentário “Marinheiro das Montanhas”, o qual, juntamente com “Nardjes A”, chega às telonas nacionais no dia 28 de setembro.

Inicialmente, “Marinheiro das Montanhas” é claramente o projeto mais pessoal e íntimo de Karim. Há belas cenas, como de praxe na carreira do cineasta, e muita poesia. Aïnouz se aventura pela Argélia, numa busca emocional e profunda, pela história de seu próprio pai, um homem cuja imagem só conhecia através de fotografias. O cineasta adentra nas próprias origens de Aïnouz, e traça um paralelo com todos nós, nessa coisa tão necessária de entendermos quem somos, de onve viemos, e o que nos molda.

“Marinheiro das Montanhas” tem muita cara e jeito de cinema experimental, e essa é uma de suas graças. A narração de Karim é sensível, enquanto resgata memórias, fala da mãe, sonha, imagina coisas e encontra outras. Dessa forma, faz com que o espectador refleta sobre suas próprias conexões familiares e suas raízes.

FamilySearch

Interessante que na pré-estréia, a convite da produção do evento, estava lá uma equipe do FamilySearch, uma organização sem fins lucrativos que oferece serviços de pesquisa genealógica e preservação de registros históricos. Aqueles que desejassem poderiam realizar uma pesquisa ali mesmo. E eu fiz. Encontrei minha tia-avó e aprendi mais sobre os Tallaricos espalhados por aí afora. Essa plataforma online permite que os usuários pesquisem registros históricos, construam árvores genealógicas, colaborem com outros pesquisadores e acessem uma coleção de informações sobre suas histórias familiares. Além disso, o FamilySearch promove a indexação de registros históricos e opera centros de história da família em todo o mundo, tornando-o uma valiosa ferramenta global para quem deseja explorar suas origens e genealogia de forma gratuita.

“É um filme íntimo, delicado e quase experimental, espero que o público embarque nele de corpo e alma”, declara Aïnouz, que está finalizando “Motel Destino”, no Ceará.

“Marinheiro das Montanhas” é uma pesquisa in loco de Karim. É tipo de diário de viagem filmado durante a primeira visita do cineasta à Argélia, país de nascimento de seu pai. O filme entrelaça registros da viagem, filmagens caseiras, fotografias de família, arquivos históricos e trechos de super-8. Assim, explora a história de amor dos pais do diretor, a Guerra de Independência Argelina, memórias de infância e os contrastes entre Cabília, uma região montanhosa no norte da Argélia, e Fortaleza, a cidade natal de Karim e de sua mãe, Iracema.

Afinal, a conhecida habilidade de Karim em contar histórias de forma cativante segue evidente ele acaba entregando um filme poético que toca o coração e a mente do espectador.

Por fim, a atriz Julia Stockler me disse, na saída do cinema:

“Achei lindo, acho que o Karim foi muito corajoso nesse filme porque colocou na tela o coração dele. Você vê que é uma declaração de amor ao tempo, à passagem do tempo, aos encontros e dos desencontros, e um resgate afetivo de uma história não vivida, pela ausência paterna. Fiquei muito encantada com o filme, sensível, tem a pegada dele que mistura poesia com o hoje. Parabéns, Karim.”

Por fim, leia mais:

Nosso Sonho | História de Claudinho e Buchecha vira bom filme nacional

Golda – A mulher de uma nação | Crítica

Crítica | ‘Retratos Fantasmas’ faz pensar sobre o tempo

Cinema

Confira alguns destaques do Festival do Rio 2023

Publicado

em

Foto do ator Aílton Graça, o principal de 'Mussum, O Filmis’ que está entre os destaque do festival do rio 2023. Ele usa boné verde e camisa verde e rosa.

Um dos melhores eventos do calendário carioca, que movimenta cinéfilos de todo o Brasil, o Festival do Rio 2023 vai de 5 a 15 de outubro. Serão mais de 200 filmes, tanto nacionais quanto internacionais. Sendo assim, separamos alguns dos destaques do Festival do Rio 2023, para quem tem dificuldade em escolher entre tantos bons filmes.

A princípio, indico o documentário “Othelo, O Grande”, dirigido por Lucas H. Rossi dos Santos, o qual faz sua estreia mundial na Mostra Competitiva da Première Brasil do Festival do Rio, no dia 13 de outubro, às 17h, no Estação Net Gávea. O filme revela ao grande público e apresenta para as novas gerações as facetas do artista. Otelo trabalhou com cineastas como Orson Welles, Joaquim Pedro de Andrade, Werner Herzog, Júlio Bressane, Marcel Camus e Nelson Pereira dos Santos, entre tantos outros e usou esse espaço para moldar sua própria narrativa e discutir o racismo institucional que o assombrou por oito décadas, duas ditaduras e mais de uma centena de filmes.  

Narrado em primeira pessoa e utilizando imagens de arquivo, o filme é produzido pela Franco Filmes, em coprodução com Globo Filmes, GloboNews, Canal Brasil, RioFilme e Baraúna Filmes, e conta com distribuição da Livres Filmes. 

Sessões: 

Estação Net Gávea, dia 13/10, sexta-feira, às 17h. 

Odeon, dia 14/10, sábado, às 10h30, seguida de debate. 

Sessões com a presença do diretor Lucas H. Rossi, do produtor Ailton Franco Jr. e equipe. 

Já dentro de Clássicos & Cults, um dos melhores filmes chineses:

Adeus, Minha Concubina (Ba Wang Bie Ji), dir: Chen Kaige.
Com: CHEUNG Leslie, ZHANG Fengyi, GONG Li, GE You.
Sinopse: Cheng Dieyi e Duan Xiaolou crescem suportando o duro treinamento da escola da Ópera de Pequim. À medida que os meninos amadurecem, eles desenvolvem talentos complementares: Dieyi, com suas características delicadas, assume os papéis femininos; Xiaolou interpreta os militares viris. Suas identidades dramáticas se tornam reais para Dieyi quando ele se apaixona por Xiaolou, que não retribui seus sentimentos e se casa com uma cortesã. Vencedor da Palma de Ouro no Festival de Cannes e indicado ao Oscar.
China, Hong Kong. 171 min. Class: 14. Eletrônica em Português.
07/10/2023 – Estação NET Botafogo 1 – 17:40
12/10/2023 – Estação NET Gávea 5 – 13:50
18/10/2023 – Estação NET Botafogo 1 – 21:00

Na nova mostra Especial Séries Brasileiras:

Resistência Negra (Resistência Negra), dir: Mayara Aguiar.
Com: Larissa Luz, Djonga.
Sinopse: A série narra a resistência negra brasileira, desde a chegada ao Brasil dos primeiros africanos sequestrados no período das Grandes Navegações, até 2022, quando a Lei de Cotas entra em revisão após uma década de sua sanção.
BRASIL. 80 min. Class: L. Sem legenda.
13/10/2023 – Cine Odeon – CCLSR – 21:45

Por outro lado, em Itinerários Únicos:

EGILI – Rainha Retinta no Carnaval (EGILI – Rainha Retinta no Carnaval), dir: Caroline Reucker.
Com: Egili Oliveira.
Sinopse: Egili Oliveira se prepara para o Carnaval 2022 no Rio de Janeiro. Ela participa da competição da segunda divisão do Carnaval carioca (série Ouro). É um longo e árduo caminho até que a sambista se transforme em uma deslumbrante rainha: a rainha de bateria da escola de samba Acadêmicos de Vigário Geral. A história de uma mulher preta e poderosa, que, aos 42 anos, ainda luta por seu lugar na sociedade brasileira e no Carnaval.
BRASIL. 81 min. Class: L. Português.
12/10/2023 – Estação NET Rio 4 – 16:30
13/10/2023 – Estação NET Gávea 4 – 14:45
14/10/2023 – Kinoplex São Luiz 2 – 14:00

Panorama Mundial

DogMan (DogMan), dir: Luc Besson.
Sinopse: A incrível história de um menino que foi ferido pela vida e que encontra a salvação através de seu amor pelos cães. Exibido no Festival de Veneza 2023.
França, Estados Unidos. 118 min. Class: 16. Eletrônica em Português.
07/10/2023 – Kinoplex São Luiz 2 – 19:00
11/10/2023 – Estação NET Rio 4 – 21:00
14/10/2023 – Estação NET Gávea 3 – 16:00

Confira mais alguns em seguida:

PREMIÈRE BRASIL: COMPETITIVA LONGAS – FICÇÃO

“Sem Coração”

  • Direção: Nara Normande e Tião
  • Sessões: Estação Net Gávea (06/10 às 21h45) e Cine Odeon (07/10 às 16h30, seguida de debate)
  • Sinopse: “Sem Coração” se passa no litoral de Alagoas em 1996 e conta a história de Tamara, que fica intrigada com uma adolescente chamada “Sem Coração” devido a uma cicatriz em seu peito. O filme explora a atração crescente de Tamara por essa misteriosa jovem.

“O Mensageiro”

  • Direção: Lúcia Murat
  • Sessões: Estação Net Gávea (08/10 às 19h15) e Cine Odeon (09/10 às 13h30, seguida de debate)
  • Sinopse: Durante a ditadura no Brasil, em 1969, um soldado chamado Armando concorda em entregar uma mensagem de uma presa política para sua família. O filme aborda as relações afetivas em tempos turbulentos.

“A Festa de Léo”

  • Direção: Luciana Bezerra e Gustavo Melo
  • Sessões: Estação Net Gávea (09/10 às 21h45) e Cine Odeon (10/10 às 16h00, seguida de debate)
  • Sinopse: Rita planeja a festa de 12 anos de seu filho, mas descobre que o dinheiro foi roubado por seu marido. Ela precisa encontrar o dinheiro para salvar seu marido e realizar o sonho de seu filho.

PREMIÈRE BRASIL: RETRATOS

“Nelson Pereira dos Santos – Vida de Cinema”

  • Direção: Aída Marques e Ivelise Ferreira
  • Sessão: Estação Net Botafogo 1 (10/10 às 19 horas)
  • Sinopse: Este documentário apresenta a vida e obra de Nelson Pereira dos Santos, pioneiro do Cinema Novo. É uma oportunidade única de conhecer um dos maiores cineastas brasileiros.

“Peréio, Eu te Odeio”

  • Direção: Tasso Dourado e Allan Sieber
  • Sessões: Estação Net Botafogo 1 (08/10 às 16h30) e Estação Net Rio 2 (12/10 às 17h)
  • Sinopse: Este documentário aborda a vida do ator Paulo César Peréio de uma forma bem-humorada e não convencional, explorando sua carreira e personalidade controversa.

PREMIÈRE BRASIL: HORS CONCOURS

“Mussum, O Filmis”

  • Direção: Silvio Guindane
  • Sessão: Cine Odeon (12/10 às 19 horas)
  • Sinopse: “Mussum, O Filmis” conta a história de Antônio Carlos Bernardes Gomes, o Mussum, indo além do humorista de “Os Trapalhões”. O filme oferece uma visão única do legado de Mussum.

“O Diabo na Rua, no Meio do Redemunho”

  • Direção: Bia Lessa
  • Sessões: Cine Odeon (08/10 às 19h30) e Estação Net Rio (09/10 às 18h30, seguida de debate)
  • Sinopse: Inspirado na obra-prima de Guimarães Rosa, o filme segue a jornada do jagunço Riobaldo em meio a guerras e dilemas morais no sertão nordestino.

COPRODUÇÕES COM O BRASIL

“Puan”

  • Direção: María Alché & Benjamín Naishtat
  • Sessões: Reserva Cultural Niterói, Estação Net Botafogo 1, Estação Net Gávea 1, Kinoplex São Luiz 1
  • Sinopse: “Puan” apresenta a história de Marcelo, um professor de filosofia que compete por uma cadeira universitária em um ambiente político instável, explorando suas lutas e desafios.

Os ingressos estarão disponíveis para compra a partir desta segunda-feira, 2 de outubro, no site da Ingresso.com. Durante o Festival, também será possível adquiri-los diretamente nas bilheterias dos cinemas.

Afinal, confira a programação completa em https://www.festivaldorio.com.br/br/o-festival/festival-do-rio

Ademais, veja mais:

Canal Brasil tem 18 indicações no Festival do Rio 2023 | Confira

Atiraram no Pianista | Animação musical inaugura Festival do Rio 2023

Marinheiro das Montanhas | Karim Aïnouz entrega um FamilySearch poético

Continue lendo
Anúncio
Anúncio

Cultura

Crítica

Séries

Literatura

Música

Anúncio

Tendências