Monday, November 28, 2022

Straming Filmicca traz 8 filmes restaurados do cinema da África e da Europa

Do continente africano, “Yaaba” do diretor Idrissa Ouédraogo é o primeiro lançamento do mês e chegou na plataforma no dia 04 de Novembro. Realizado em Burkina Faso, esta obra premiada no Festival de Cannes, segue um garoto que se aproxima de uma senhora, que é considerada uma bruxa pela comunidade local. Já “Laafi, Tudo Está Bem”, do diretor S. Pierre Yameogo, segue um jovem que sonha em se tornar um médico. Já no ar na plataforma.

Além disso, de Senegal, vem a obra-prima “Hienas”, do diretor Djibril Diop Mambéty, inspirado no livro “A Visita da Velha Senhora” e exibido no Festival de Cannes. A estreia é em 18 de Novembro.

Já as obras do cinema europeu, o principal destaque é a inédita versão restaurada da obra-prima “Toda Uma Noite”, da diretora Chantal Akerman, que se junta a outras obras da diretora disponíveis na plataforma. O filme segue vários casais que se encontram durante uma noite quente de verão em Bruxelas. Estreia no dia 25/11.

A descoberta do mês fica por conta do road movie LGBTQIA+ “Uma Mulher Chamada Thelma”, do diretor suíço Pierre-Alain Meier e estrelado por Pascale Ourbih, uma mulher trans. Realizado há mais de 20 anos, o filme mostra uma personagem cheia de vida, alegre e confiante. Estreia no dia 30 de Novembro.

Tcheco

Três obras do cinema tcheco compõem as estreias de Novembro. Exibido no Festival de Veneza de 2022, a inédita versão restaurada do suspense “A Orelha” do diretor Karel Kachyňa estreia no dia 26/11. As comédias críticas e ácidas “A Festa e os Convidados”, de Jan Němec, e “A Fumaça”, de Tomáš Vorel, estreiam nos dias 12 e 19 de Novembro, respectivamente, em versões restauradas.

A FILMICCA é um streaming nacional de cinema de arte mundial, do clássico ao contemporâneo, com estreias de filmes exclusivos, lançamentos inéditos, obras dos grandes festivais, clássicos restaurados e muito mais. Disponível para assinatura em todo o Brasil, a plataforma pode ser acessada na web e através dos apps para iOS, Android, Apple TV, Android TV e Amazon Fire TV. FILMICCA: seu universo fílmico em um streaming único!

Serviço:

Onde assistir: http://www.filmicca.com.br ou nos apps para Android (smartphone e tablet), iOS (iPhone e iPad), Apple TV, Android TV e Amazon Fire TV. Os apps possuem transmissão via Chromecast e AirPlay.

** Plano Anual – R$ 120,00/ ano (Promocional) | Plano mensal: R$ 19,90/ mês

*O valor original do Plano Anual é de R$ 199,90 por ano. Valor Promocional por tempo limitado.

Próximas Estreias da FILMICCA

04 de Novembro | Sexta-feira

YAABA

um filme de Idrissa Ouédraogo
com Fatimata Sanga, Noufou Ouédraogo, Roukietou Barry e Adama Ouédraogo
Burkina Faso, Suíça, França, Alemanha | 1989 | Drama | 90 min | 14 anos

Em uma pequena aldeia em Burkina Faso, Bila, um menino de dez anos, faz amizade com uma idosa chamada Sana, a quem todos chamam de “Bruxa”, e que é ritualmente culpada por qualquer desastre que aconteça na comunidade. Mas o próprio garoto a chama de “Yaaba”, que significa “avó”, um termo carinhoso que Sana nunca tinha ouvido. Quando Nopoko, prima do garoto, fica doente, Bila recorre a Sana para que ela faça um remédio para salvar a menina.

Vencedor do Prêmio da Crítica no Festival de Cannes em 1989. Versão restaurada.

11 de Novembro | Sexta-feira

LAAFI, TUDO ESTÁ BEM

um filme de S. Pierre Yameogo
com Elie Yameogo, Aline Hortnese Zoungrana, Denis Yameogo e Cheick Kone
Burkina Faso, Suíça | 1991 | Drama | 98 min | 14 anos

Um grande dia para Joe: ele acabou de concluir o ensino médio e quer estudar medicina na França, mas para isso precisa se dirigir ao Ministério da Educação em Ouagadougou. Entretanto, segue-se uma série de processos administrativos, além do fato de que em Burkina Faso, como em qualquer outro lugar do mundo, são as conexões que colocam em movimento a máquina burocrática.

Exibido na Semana da Crítica no Festival de Cannes em 1991. Versão restaurada.

12 de Novembro | Sábado

A FESTA E OS CONVIDADOS

um filme de Jan Němec
com Ivan Vyskočil, Jan Klusák, Jiří Němec, Pavel Bošek, Karel Mareš e Evald Schorm
Tchecoslováquia | 1966 | Comédia | 71 min | 14 anos

Um pequeno grupo de convidados burgueses dirige-se a uma festa de aniversário de uma figura proeminente. Enquanto atravessam a floresta e fazem um piquenique, de repente são cercados por um bando de estranhos suspeitos.

Versão restaurada inédita

18 de Novembro | Sexta-feira

HIENAS

um filme de Djibril Diop Mambéty
com Ami Diakhate, Mansour Diouf, Faly Gueye e Omar Ba
Senegal, França, Suíça | 1992 | Drama | 110 min | 14 anos

Um dos tesouros do cinema africano do mestre senegalês Djibril Diop Mambéty é uma alucinante adaptação cômica da peça “A Visita da Velha Senhora” do escritor Friedrich Dürrenmatt, que na imaginação de Mambéty segue uma agora rica mulher retornando à sua pobre cidade natal no deserto para propor um acordo à população: sua fortuna, em troca da morte do homem que anos antes a abandonou e a deixou com seu filho. De acordo com o título, “Hienas” é um filme de riso sinistro e uma sátira mordaz de um Senegal contemporâneo cujos sonhos pós-coloniais são confrontados com a erosão pelo materialismo ocidental.

Indicado a Palma de Ouro no Festival de Cannes. Versão restaurada.

19 de Novembro | Sábado

A FUMAÇA

um filme de Tomáš Vorel
com Jan Slovák, Lucie Zedníčková e Jaroslav Dušek
Tchecoslováquia | 1990 | Comédia, Musical | 89 min | 14 anos

A comédia cult de Tomáš Vorel às vezes é apelidada de “musical da era totalitária”. O protagonista é um jovem engenheiro civil idealista, que embarca em seu primeiro emprego cheio de esperança e entusiasmo. No entanto, a realidade do local de trabalho prontamente o desiludiu de seu idealismo. A estilização radical do filme se deve em grande parte à contribuição de atores de cinco conjuntos de teatro experimental sediados em Praga, cujo sarcasmo, senso de paródia e abordagem irônica sobre questões sociais sérias vêm conquistando novos públicos há mais de três décadas.

Versão restaurada

25 de Novembro | Sexta-feira

TODA UMA NOITE

um filme de Chantal Akerman
com Aurore Clément, Tchéky Karyo e Angelo Abazoglou
Bélgica, França | 1982 | Romance, Drama | 90 min | 14 anos

Vários casais se encontram, fazem amor, se separam, dançam, bebem, comem, falam ao telefone e dormem durante uma noite quente de verão em Bruxelas.

Seguindo mais de duas dúzias de pessoas diferentes na atmosfera quase sem palavras de uma noite escura na cidade de Bruxelas, Akerman examina aceitação e rejeição no reino do romance.

Versão restaurada inédita

26 de Novembro | Sábado

A ORELHA

um filme de Karel Kachyňa
com Radoslav Brzobohatý, Jiřina Bohdalová, Jiří Císler e Jaroslav Moučka
Tchecoslováquia | 1969 | Suspense | 93 min | 14 anos

Este thriller de vigilância se desenrola ao longo de uma noite tensa e turbulenta na vida de Ludvík, um oficial do partido comunista, e sua esposa Anna. Voltando para casa de uma festa uma noite, a dupla descobre que sua casa foi arrombada e grampeada – e que o estado pode estar ouvindo cada palavra. Vários colegas de Ludvík já foram demitidos em um expurgo em andamento: ele poderia ser o próximo?

Concluído em 1969, mas proibido por vinte anos, A ORELHA evoca com maestria a sensação de pavor sempre presente que define a vida sob o autoritarismo.

Versão restaurada inédita exibida no Festival de Veneza de 2022

30 de Novembro | Quarta-feira

UMA MULHER CHAMADA THELMA

um filme de Pierre-Alain Meier
com Pascale Ourbih, Laurent Schilling, Natalia Kapodistria e François Germond
Suíça, França, Grécia | 2001 | Drama, Romance, Road Movie | 95 min | 14 anos

Vincent é um taxista rejeitado pela esposa, que embarca em uma aventura da qual espera se beneficiar: em troca de uma quantia que lhe permitirá pagar pensão alimentícia ao filho, ele concorda em partir para Creta com uma pessoa desconhecida, Thelma, para ajudá-la a encontrar o ex-amante que a havia desprezado. Enquanto viajam, conversam e flertam, eles se tornam amigos, mas a situação se complica quando Vincent descobre que Thelma é uma mulher trans. Dividido entre seus sentimentos, Vincent tem que fazer uma escolha.

Estrelado pela atriz Pascale Ourbih, uma mulher trans, esta obra do diretor Pierre-Alain Meier (“Dores de Amor”) foi realizada há mais de 20 anos e mostra uma personagem cheia de vida, alegre e confiante.

Versão restaurada

Escreve o que achou!