Thursday, August 11, 2022

As Verdades | Filme conta boa história de forma criativa

Em 2021, o Brasil teve média de um estupro a cada dez minutos, 3,7% a mais do que em 2020. Ao todo, foram mais de cinquenta e seis mil casos registrados, incluindo abuso de vulnerável. Há muitos anos o país luta contra esse problema recorrente. Esse é apenas um dos sensíveis temas abordados por As Verdades, de José Eduardo Belmonte.

O longa conta a história de Josué (Lázaro Ramos), um detetive que precisa resolver um crime cometido contra o candidato a prefeito de uma pequena cidade do sertão, Valmir (Zé Carlos Machado). O filme apresenta três pontos de vista para o ocorrido: o de Cícero, um matador de aluguel, presente na cena do crime; Francisca, mulher do político; e o próprio Valmir, que sobreviveu ao atentado contra sua vida. Porém, conforme Josué avança no caso, mais profunda fica a investigação.

Roteiro e Direção

A escolha de adotar três pontos de vista é o que dá o dinamismo para o filme. Mostrar as três versões da mesma história como depoimentos ao personagem do detetive convida o espectador a resolver o crime também, buscar as irregularidades e entender as divergências entre os relatos. Uma grande ideia da direção e do roteiro que é o diferencial da obra.

Apesar disso, o mistério parece encerrado um pouco cedo demais. Assim que o terceiro relato é mostrado, o mistério é resolvido. O filme foca em outras questões da narrativa, mas o roteiro poderia ter deixado o público saborear mais do desconhecido e da sensação de descoberta junto com Josué.

Conforme o filme avança, a narrativa começa a se encorpar e os temas mais sensíveis surgem. O estupro toma grande papel na trama. É interessante como a abordagem de forma bastante crível e sutil ao mesmo tempo, pois também fala das consequências de abuso de menores. Outras temáticas como prostituição também são abordadas de forma inteligente.

O elenco faz um trabalho excelente no filme. Lázaro Ramos, Bianca Bin e Drica Moraes – os atores com mais tempo de tela – se destacam na versatilidade dos momentos da narrativa. Os três alternam entre sentimentos de forma bastante realista e eficiente.

Aspectos Técnicos

Apesar de ter pouco tempo para brilhar, o trabalho de maquiagem é impecável. É preciso quando precisa compor atmosfera e consegue ser angustiante quando necessita causar choque.

Enfim, As Verdades é mais um excelente filme produzido no Brasil que tem tudo para se destacar como tantos outros fizeram nos últimos anos. Consegue unir uma boa história com debates importantes. O longa estreia no circuito brasileiro dia 30 de junho.

Em seguida, veja o trailer:

0.9

Ótimo filme e relevante no que aborda

Escreve o que achou!