Tuesday, January 19, 2021

Pousando no Amor | Série da Netflix ajuda a entender o dorama e a cultura coreana

Pousando no Amor (Crash Land In Love). Esta produção original da Netflix é uma boa opção para quem tem interesse em começar a acompanhar a cultura coreana. Você encontra como uma série comum dentro do Netflix com uma temporada de 16 episódios. Entretanto, trata-se de um estilo único de narrativa e fotografia denominado Dorama. O grande diferencial é a importância que a cultura oriental dá à sutileza das expressões humanas, por isso é necessário ficar atento para não perder estes sinais que
geralmente são insignificantes nas produções americanas, europeias e latinas.

Doramas

Os efeitos especiais de gosto duvidoso, erros de sequência não propositais e exageros nas aproximações entre os protagonistas dão um tom de humor à produção. Apesar da grande diferença nas relações humanas, a trama é tão envolvente que é digna de maratona. O áudio exclusivo em coreano e nomes que são de difíceis memorização não são uma barreira, pois a história é leve e de fácil entendimento – digno de Sessão da Tarde. Uma ótima opção para amantes de comédias românticas ou para assistir com toda a família.

Em Pousando no Amor acompanhamos a trajetória da Se-ri, uma mulher independente, moderna e bem sucedida, de uma família importante da Coreia do Sul, que sofre um acidente de parapente durante uma seção de fotos e, literalmente, cai numa zona militar da Coreia do Norte. Durante a tentativa de retorno para a Coreia do Sul ela se envolve num romance com o capitão Ri, militar de alta patente. Outros personagens que tornam a trama ainda mais interessante são a Seo, uma norte-coreana rica prometida em casamento ao capitão Ri; o Seng Jung, um golpista sul-coreano que está na Coréia do Norte para se refugiar da Interpol e os soldados subordinados ao capitão Ri que formam o núcleo de humor (desta vez proposital) e se tornam amigos de Se-ri.

Capitalismo vs Comunismo

No desenrolar da história é possível observar a diferença gritante de relações humanas entre Ásia e ocidente ilustrada pelo tradicionalismo patriarcal e pelas polêmicas abordadas. Porém, também há grande identificação de moda, consumo e tecnologia do nosso dia-a-dia com a Coreia do Sul. Ao mesmo tempo, se observa como a diferença entre as Coreias é ainda maior quando a trama descreve a abordagem da rivalidade entre os países. Vemos as questões políticas, a grande diferença cultural entre a Coreia capitalista e a Coreia comunista, a esperança de reunificação da Coréia, dramas familiares, corrupção, traição e também de luta pelo poder. É extremamente impactante ver cenas de extrema opressão, como por exemplo inspeções domiciliares e exaltação aos líderes da Coreia comunista, entre muitas outras diferenças que vocês poderão acompanhar neste Dorama.

Ah, uma dica: no final de cada episódio há um resumo, mas não pule para o próximo episódio! Depois deste resumo ainda são incluídas cenas complementares que são importantes para a história. É um pouco confuso, mas no segundo episódio já dá para acostumar-se com esta proposta.

A saber, a crítica elogiou muito esta produção por criar detalhes da Coreia do Norte com base em relatos de desertores com muita veracidade. Contudo, é claro que não é possível confirmar estes dados porque é o país mais fechado do mundo. No entanto, traz a luz uma imagem de um país que vive em ditadura militar comunista. Além disso, a produção e o elenco de Pousando no Amor são bem reconhecidos no mundo do Dorama.

Enfim, veja o trailer (legendado em inglês):

Ademais, veja mais:

Trilogia de Baztán | ‘Oferenda à Tempestade’ chove, mas não molha
Rede de Ódio | Filme polonês aborda fake news e política
Coisa Mais Linda | Segunda temporada traz as ‘Girls from Ipanema’ contra mundo machista

4 Comments

Escreve o que achou!

%d blogueiros gostam disto: