Thursday, December 2, 2021

Ficções Selvagens | Alê Santos cria novo podcast em parceria com a Orelo

O autor e roteirista Alê Santos lança nesta segunda-feira, 23, o seu novo podcast “Ficções Selvagens” em parceria com a Orelo. Nele, Alê levanta discussões sobre problemas sociais no Brasil a partir da ficção cientifica. A princípio, o formato inovador abordará assuntos discutidos atualmente, tais como: desigualdade de gênero, temáticas raciais, desigualdade social, fakenews e vacinação da população.

“A nossa ideia com esse projeto é aproximar a ficção tradicional dos questionamentos sociais, para abrir debate e reflexões sobre eles, utilizando a ótica da ficção. Queremos misturar essa realidade fantástica com temas do cotidiano brasileiro”, explica Alê Santos, um dos nomes mais fortes e importantes na luta racial no Brasil hoje.

Episódios novos todas as sextas

No total, serão seis histórias que se complementam e os episódios estarão disponíveis sempre às sextas-feiras no agregador de podcasts Orelo. Aliás, o primeiro episódio,”Depois do Presidente”, tem gerado boa repercussão nas redes sociais do roteirista.

Quem faz?

Alê Santos é autor e roteirista de “Ficções Selvagens”, a direção é de Ian SBF (co-fundador e sócio do Porta dos Fundos) e a produção é feita por MiraFilmes. Jefferson Costa criou as artes exclusivamente para o podcast.

“Mais do que abordar problemas, nós queremos trazer à tona o imaginário negro como pontapé inicial para as discussões que vão surgir por meio de alegorias sobre os jovens da periferia, histórias de terror, tecnologia, mesclados ao realismo mágico”, finaliza Santos.

Afinal, saiba mais sobre o autor:

A saber, nos últimos anos, Alê Santos representou o Brasil na antologia de Sci-fi “Cautions, Dreams & Curiosities: The Tomorrow Project”, em 2019 lançou  o conto Afrofuturista Cangoma pela Plataforma 21 na coletânea Todo Mundo tem Uma Primeira Vez e em 2020 se tornou finalista do prêmio Jabuti com o livro Rastros de Resistência, História de Luta e Liberdade do Povo Negro, editado pela Panda Books. Por fim, Alê também foi destaque do prêmio Sim a Igualdade Racial de 2020 na categoria Representatividade em Novos Formatos.

Ademais, veja mais:

Museu Itamar Assumpção | A vida e a obra do artista que marcou gerações

Hamilton | O musical revolucionário chegou na Disney+

Crítica | Além disso, ‘Trilha Sonora da Cidade’ traz a arte de rua nas veias da esfinge urbana

Escreve o que achou!