“Como nasce um cabra da peste” vence 1º Festival de Teatro A Dona da Casa Produções

O espetáculo “Como nasce um cabra da peste” venceu o I Festival de Teatro A Dona da Casa Produções – Aldir Blanc, neste sábado, no dia mundial do teatro. A peça tem o texto de Altimar Pimentel, baseado na obra etnográfica de Mario Souto Maior, e direção de Eliezer Filho.

Com uma atuação impecável, a Emeli Barossi levou o prêmio de melhor atriz na peça “Resquício”. Já na categoria de “melhor ator”, o prêmio ficou com Edilson Alves, no espetáculo vencedor da competição. “Eita, Brasil. Eita, resistência. Sou um pavio, sempre acesso. Obrigado por tudo DONA DA CASA. Obrigado aos colegas das cenas brasileiras. Avante. Que a arte continue sendo acalanto pra todos nós”.

Edilson Alves, melhor ator e melhor espetáculo com Como Nasce Um Cabra da Peste

Esse Festival foi realizado nos dias 22 a 27 de março, de forma online e totalmente gratuita. Toda a exibição foi realizada nas páginas do Facebook de A Dona da Casa Produções e através de transmissão na Alternativa Esportes Web Rádio. A Dona da Casa Produções reuniu para o júri de seu primeiro festival de teatro, três nomes de peso com muita experiência, talento e, sobretudo, amor pelo teatro: Claudia Valli, Claudio Gabriel e Heitor Martinez. As produtoras Renata Oliveira e Paula Martinez Mello, com grande experiência na área, ficaram à frente do projeto inteiro.

A premiação oficial foi de 1.500,00 para o primeiro lugar, 1.000,00 para o segundo lugar e 500,00 para o terceiro lugar. O Festival contou com patrocínio da Lei Aldir Blanc, do Governo Federal, do Governo do Estado do Rio de Janeiro e da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa. O intuito principal do Festival sempre foi a democratização da cultura e pela abertura de espaço para que artistas, produtores, agentes culturais e fazedores de cultura em geral possam mostrar o seu trabalho.

Confira a lista completa com todos os vencedores:

>> Melhor Espetáculo- “Como nasce um cabra da peste”
>> 2º Lugar- RESQUÍCIO, da La Luna Cia. de Teatro, com texto e direção de Amália Leal e Emeli Barossi.
>> 3ºLugar- “Ele parecia tão bem”, da Cia. Artística En’cena, com texto e música de Josinaldo Filho e direção de Elber Marques
>> Melhor atriz EMELI BAROSSI em Resquício
>> Melhor de ator – EDILSON ALVES em Como nasce um cabra da peste
>> Melhor Texto Original- Cesário Candhí em MEIAS VERDADES
>> Melhor Iluminação- de Bruno Henrique Caverninha em MEIAS VERDADES
>> Melhor Cenário- de Marcos Covask em MEIAS VERDADES
>> Melhor Figurino- Tereza Peixer em RESQUÍCIO.
>> Melhor Direção Musical- Elber Marques e Jéssica Sifuentes em ELE PARECIA TÃO BEM

Ademais, leia mais

Entrevista: Cortesia da Casa apresenta ‘Vilão Particular’, fala da trajetória e destaca hits
Eu, Romeu | Espetáculo remonta clássico colocando em cena um ator preto para discutir estereótipos e preconceitos
Por fim, leia: Os ‘Três Verões’ de Gianelli

Escreve o que achou!